Sem salário

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Vista de Santa Luzia do Itanhy
Vista de Santa Luzia do Itanhy

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/08/2013 às 14:54:00

O caos na Saúde dos municípios atinge diferentes setores do serviço público. A mais nova da vez é o atraso no pagamento dos salários dos funcionários de Santa Luzia do Itanhy. A denuncia partiu do presidente do Sindicato dos Servidores do Município, Anderson , que concedeu entrevista à Ilha FM na última sexta-feira (2).

De acordo com ele, o Sindicato já procurou a Secretaria Municipal de Saúde para solicitar que os vencimentos dos servidores sejam quitados, mas a pasta informou que isso só será possível no próximo dia 10. O pior é que essas pessoas estavam acostumadas a receber os seus respectivos pagamento no início do mês, e não foram informadas previamente de qualquer atraso.

O presidente do Sindicato ainda declarou que essa é a primeira vez que ocorre esse tipo de situação com os servidores da Saúde. É bom lembrar que, independentemente da área que atua, um profissional precisa receber pelo serviço que presta. Isso é até um incentivo a mais para que ele trabalhe com vontade e atenda bem a população.

Anderson salientou também que procurou a secretária de Saúde, mas ela deu a mesma posição, e ainda recorreu ao prefeito, mas ele foi informado de que o gestor estava viajando. Ou seja, ninguém pode fazer nada para regularizar os pagamentos, e os funcionários é que fiquem esperando para receber quando a administração bem quiser.

Outros servidores do município também tiveram os salários atrasados. Ainda na sexta-feira, o presidente do Sindicato disse que foi informado que esse pagamento seria feito até o fim do dia. Esperamos que a promessa tenha sido cumprida.

CARRETAS DO SENAI
A Carreta do Senai chega ao município de Capela nesta terça-feira (6). Ela ficará estacionada na Praça Adroaldo Campos, em frente ao prédio do Peti, e servirá de sala de aula para três turmas de 25 alunos cada, do curso de Operador de Computador. As aulas começam na quarta-feira (7),e seguem até 22 de outubro. O curso é do Pronatec e terá 160 horas. Cada aluno receberá ajuda de custo para lanche e transporte no valor de R$ 320,00. Em breve outra carreta estará em Capela preparada para oferecer cursos de Padeiro e Confeiteiro. A ação faz parte do projeto de governo do prefeito Ezequiel Leite que objetiva profissionalizar jovens e adultos, preparando-os para o mercado de trabalho.

COMISSÃO
Na próxima sexta-feira (9), a Comissão de Desenvolvimento Regional do Senado Federal irá realizar um seminário para debater o turismo e o desenvolvimento regional do Nordeste. Aracaju foi a capital escolhida para sediar o encontro, que vai ocorre no Hotel Radisson. Como presidente da Comissão, o senador Valadares vai coordenar o Seminários e os debates, que contarão com a presença de governadores, senadores, debutados e ministros. E que venham mais incentivos e ações para fomentar, verdadeiramente, o turismo em Sergipe.
IFS NO INTERIOR
Uma antiga reivindicação dos moradores de Tobias Barreto e região foi atendida graças ao esforço conjunto do prefeito Dilson de Agripino e do reitor do IFS, Ailton Ribeiro: a construção do Instituto Federal de Sergipe na cidade. O Campus irá atender os jovens da região e trazer inúmeros benefícios, além da qualificação profissional que é a criação de milhares de empregos e o fomento a economia da região. Tal ação contou com o apoio irrestrito do deputado federal Rogério Carvalho. A obra está orçada em pouco mais de R$ 5 milhões.

CORTE DE DESPESAS
O Prefeito de Japaratuba, Hélio Sobral,  concedeu entrevista ao radialista Eli Augusto, no programa Dia a Dia, e detalhou as medias de corte de despesa que terá que fazer no município, em virtude da reestruturação financeira. Ele já havia anunciado que os cortes serão em quatro diretrizes: ajuste administrativo; geração de emprego e renda; adequação da folha de pagamento e realização de obras estruturantes. Entre as medidas mais difíceis foi o desligamento de funcionários comissionados e contratados, mas o gestor de Japaratuba garantiu que vai recompensar as demissões com a realização de obras, o que deve aumentar a demanda de mão de obra, e a ampliação dos programas sociais.