Secult projeta sua sede administrativa no Pátio Ferroviário de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 07/08/2013 às 02:58:00

No final de 2012, o Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico Nacional (IPHAN) sugeriu a Secretaria de Estado da Cultura que a instituição ocupasse um dos galpões, do antigo Pátio Ferroviário de Aracaju (Leste), localizado no bairro Siqueira Campos, próximo à Praça dos Expedicionários, e que será transformado em um grande espaço cultural e administrativo do Estado, que abrigará sedes de diversos órgãos públicos ligados à área cultural.

A secretária Eloisa Galdino, aceitou a sugestão, e determinou que sua equipe iniciasse os estudos para que a sede da Secretaria da Cultura fosse transferida para lá. Neste contexto, na manhã de segunda-feira, 05, a diretora do Núcleo de Obras e Patrimônio da Secult (NOP), Tatiana Costa, apresentou à secretária Eloisa Galdino o estudo preliminar para esta adaptação e ouviu da gestora algumas sugestões para que este processo seja concluído o mais breve possível.

Eloisa destacou que, ao tomar ciência do projeto, abraçou-o prontamente por entender a sua importância cultural e administrativa para a vida cultural no Estado.  "Colocamos o nosso Núcleo de Obras e Patrimônio para tocar o projeto de um dos galpões que vai abrigar a Secult. O que defendemos, além disso, é que o projeto tenha também uma política de uso para incentivar a visitação das pessoas, com exposições e apresentações musicais, por exemplo, afinal, fica localizada em um local histórico e que liga o antigo Centro Histórico de Aracaju aos bairros das zonas Leste e Norte da cidade", frisou.

O projeto das novas instalações da Secult contará com dois pavimentos. As novas paredes serão construídas um pouco afastadas das paredes originais, de forma a preservar a circulação do ar. Além disso, há a intenção de construir a estrutura com piso elevado e parte dele em vidro, de forma a deixar visível a linha férrea que passa pelo local. A estrutura contará ainda com 22 gabinetes e duas salas de reuniões.

Segundo a arquiteta do NOP/Secult, Juliana Mendonça, o projeto foi totalmente pensado de maneira a preservar ao máximo a estrutura existente no galpão no qual que será instalada a Secretaria da Cultura. "Já havia um projeto de restauração daquele espaço, por isso, pensamos em adaptar nosso projeto de forma a preservar o local", completa.

Ainda esta semana as representantes do Núcleo de Obras e Patrimônio da Secult apresentarão e entregarão o projeto à coordenadoria do IPHAN em Sergipe e, posteriormente, o projeto será enviado à sede do IPHAN em Brasília. "A partir daí, é aguardar a aprovação deste e dos outros projetos para que seja iniciado o processo de licitação", explica a arquiteta Tatiana Costa.

Implantação - O prédio da antiga ferroviária de Aracaju pertence ao IPHAN, através de uma doação realizada pela antiga Rede Ferroviária Nacional, e as obras que serão realizadas naquela localidade contarão com recursos provenientes do 'PAC Cidades Históricas', através do Instituto. Em diversos Estados do país serão realizadas ações semelhantes.

Ao todo serão disponibilizados cerca de R$ 14 milhões para a restauração de todo o espaço que contará, além da sede da Secult, com a sede do IPHAN, Secretaria Municipal de Cultura de Aracaju/Funcaju, Subsecretaria de Patrimônio Histórico do Estado, Escola Municipal de Artes e Centro de Referência de Arqueologia, além de uma área para exposições, apresentações artísticas e outras atividades culturais.