Imprensa destaca nova fábrica de embalagens em Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/08/2013 às 02:59:00

O jornal Valor Econômico, na edição desta terça-feira, 20, publica reportagem sobre a chegada de uma unidade de embalagens de vidro em Sergipe. De acordo com a matéria, o grupo francês Saint-Gobain anunciará oficialmente hoje, 21, um aporte de R$ 230 milhões em uma nova fábrica em Sergipe.

A matéria informa que a fábrica deve ser inaugurada no segundo semestre de 2015, no município de Estância, que fica a 70 quilômetros de Aracaju. A fábrica terá capacidade para processar 77 mil toneladas de vidro por ano, volume que poderá superar as 100 mil toneladas anuais em pouco tempo, segundo informou o presidente da Verallia no Brasil, Roberto Corrêa.

A empresa irá gerar 485 empregos na fase de implantação e 195 na operação. Há também o fortalecimento da cadeia produtiva sergipana através da integração com os setores de alimentos e bebidas, pela qualificação da mão de obra e pela disseminação de práticas ecológicas saudáveis, como a reciclagem de vidros e garrafas usadas.

O investimento na fábrica sergipana é da ordem de R$ 228 milhões, em duas fases, sendo R$ 200 milhões nos próximos dois anos e R$ 28 milhões em 2017. Sua localização deve-se a vários fatores: existência de várias fábricas de bebidas e de produtos alimentares num raio de 500 km que atendem aos principais centros consumidores do Nordeste, proximidade de clientes industriais no próprio estado de Sergipe, boa disponibilidade de matérias-primas como areia e calcário, infraestrutura satisfatória (sem os congestionamentos dos grandes centros regionais) e, por último, mas não menos importante, a boa acolhida e o apoio do governo estadual, através dos incentivos do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI).

A Indústria Vidreira do Nordeste Ltda., sociedade constituída para comandar o projeto, é o quarto estabelecimento do Grupo Saint-Gobain no Brasil, no ramo de garrafas e potes de vidro. Outras três fábricas já operam, sendo duas em São Paulo e uma no Rio Grande do Sul. O Grupo possui, ainda, unidades industriais na Europa, América do Norte e mais duas plantas na América do Sul, sendo uma em Mendonza, na Argentina, e a outra, em Rengo, no Chile, voltadas ao mercado de vinho da região.