Preguiça e muito medo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Um espetáculo grandioso e doutrinário, por sua conta e risco
Um espetáculo grandioso e doutrinário, por sua conta e risco

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/08/2013 às 00:48:00

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br

Eu ainda tinha televisão. Foi num desses domingos nublados em que trocentos canais e a verborragia gorda de Faustão descarregam as pilhas de qualquer controle remoto. Eu zapeava sem um pingo de esperança, pulando de galho em galho - de um sorriso amarelo na cara de uma Greta Garbo capturada em preto e branco, para um 0 X 0 num gramado castigado pelos cartolas - quando o argentino Ricardo Darín salvou o dia. "As histórias que me interessam", ele dizia, "são as pequenas. Quanto menor a história, mais interessado eu fico".
Sou desses. Tenho preguiça de atravessar as maiores pontes, estradas tão grandes que levam a lugar nenhum. Me parece que é o caso da superprodução Valente, da Cia de Teatro Carlos Moreira (GO). Segundo o release do espetáculo, a montagem conta um elenco de 14 atores, uma grande equipe técnica e efeitos especiais "surpreendentes". Como se não bastasse tanta pirotecnia, a dramaturgia é voltada "para a formação dos valores de nossas crianças". Preguiça e medo. Muito medo. Leve seu filho, por sua conta e risco.

Valente - Esta encantadora história infantil, conta a saga da jovem princesa Merida (Polly Leão), criada por sua mãe (Sandra Clecys) para ser a sucessora perfeita ao cargo de rainha, segundo a etiqueta e costumes do reino. Mas, a garota dos cabelos rebeldes não tem a menor vocação para esta vida traçada, preferindo cavalgar pelas planícies selvagens da Escócia e praticar o seu esporte favorito - tiro ao arco.
Quando uma  competição é organizada contra a sua vontade para a escolha de seu futuro marido, Merida decide buscar ajuda, tendo um desejo mal aventurado concedido e os perigos que começa a viver a força descobrir o significado da verdadeira valentia para poder desfazer o brutal curso dos acontecimentos antes que seja tarde demais.
Esta envolvente história reforça que devemos acreditar na vida e em nossos sonhos e traz a marca costumeira da Cia. de Teatro Carlos Moreira que depois de Enrolados, deixará emocionado os expectadores.
Depois de visitar Aracaju, o espetáculo seguirá depois em temporada por Brasília, Natal e Campo Grande, ensinando e divertindo crianças e adultos.
Cia Carlos Moreira apresenta Valente:
Sábado, 24 de agosto, às 17 horas, no Teatro Atheneu