Candidatas ao 'Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais' participam de oficina

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/08/2013 às 02:18:00

Realizada na tarde dessa quarta-feira, 21, a oficina de qualificação para o Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais, da Fundação Nacional de Artes (Funarte), contou com a participação de diversas candidatas.

Reunidas no auditório do Centro de Cultura e Arte da Universidade Federal de Sergipe (Cultart/UFS), elas conheceram sucintamente o edital que selecionará projetos elaborados exclusivamente por mulheres, e que contemplará a prática de linguagens artísticas, a reflexão crítica, a profissionalização dos processos de gestão cultural e a formação de público.

A oficina de qualificação foi ministrada por Tininha Llanos, artista visual e gerente de Mobilização da Representação Regional do Ministério da Cultura na Bahia e Sergipe (RRBA/SE), órgão realizador da oficina, mediante o apoio da Secretaria de Estado da Cultura de Sergipe (Secult/SE).
"O conhecimento, alinhado ao desejo de qualificar candidatas, funciona como importante impulsionador de inscrições de projetos culturais voltados para as artes visuais, já que uma das preocupações da Funarte é favorecer a análise proveitosa das respectivas propostas", garante Tininha, parabenizando a Secult pela mobilização que impulsionou o interesse das diversas proponentes.  

As inscrições para o edital da Funarte foram prorrogadas para o dia 30 de agosto e as propostas contempladas podem abranger ações de exposições, mostras, oficinas, intervenções urbanas, performances, publicações, produção crítica e documental e seminários. Serão contemplados dez projetos em todo o território nacional, que vão receber, em parcela única, R$ 70 mil para cada selecionado.

O edital é uma iniciativa do Ministério da Cultura, por meio da Funarte, e da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República. Ele integra o Plano Nacional de Políticas para as Mulheres 2013 - 2015, que prevê ações no eixo Cultura, Esporte, Comunicação e Mídia.

Já inserida no projeto Brasis, da Rede Nacional Funarte Artes Visuais, Moema Costa se sente impulsionada a participar do edital para o Prêmio Funarte Mulheres nas Artes Visuais. "Ao receber as devidas orientações nessa oficina, obtive clareza diante da análise de alguns tópicos. O esclarecimento e a orientação são de fundamental importância para a aceitação dos projetos, que tendem a fomentar a arte visual e assegurar a protagonização de mulheres nesse contexto", ressalta a proponente.