Rumo às eleições

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/08/2013 às 02:40:00

"Nossa disputa é além da presidência, da eleição. Nós queremos novamente um partido de massa, com todos formulando. Essa chapa não é de apoio a Rogério, mas de uma militância presente para um partido forte". Essas foram as palavras do deputado federal Rogério Carvalho, ditas durante o encontro entre os militantes e as lideranças da chapa "Militância Presente, Partido Forte", que concorre a presidência do Partido dos Trabalhadores (PT).

A eleição será realizada em novembro e, ao que parece, terá um forte candidato. Rogério deixou claro que não vai recuar do projeto de ser presidente estadual do partido, defendendo uma mudança do PT para que a bancada se adeque e represente bem esse novo coletivo. "O partido não são as pessoas, o partido preciso se renovar e se fortalecer. Precisamos estar prontos para essa nova realidade e acabar com a discriminação dentro do PT", ressaltou.

As ideias do deputado federal foram apoiadas pelos presentes. O deputado Francisco Gualberto, por exemplo, afirmou que aposta em um partido construído na base da coletividade, com um trabalho onde todos participam. Já o ex-vereador de Itabaiana, Oliveir Chagas, comentou que o PT está passando por uma renovação que precisa acontecer de forma legitima. Para ele, Rogério é o companheiro ideal para liderar isso.

O deputado federal ainda ouviu o apoio do prefeito de Indiaroba, José Leal, que também relacionou a renovação necessária no partido ao nome de Rogério Carvalho, e do prefeito de Malhada dos Bois, que reclamou da falta de assessoramento do partido no interior do Estado, e apostou as fichas dele para uma possível mudança em Rogério. 

FALTA PROFESSOR I
O Deputado Gilson Andrade (PTC), denunciou o descaso que há anos vem tomando conta da educação no Estado de Sergipe e que tem duramente prejudicado a vida acadêmica dos jovens e adultos que estudam na rede estadual. Segundo o parlamentar, a situação é bastante grave e carece urgente de uma intervenção do poder público estadual, através do Secretário Belivaldo Chagas, para que possa reverter esse quadro negativo. Gilson aproveitou a oportunidade  e como exemplo apresentou o município de Tomar do Geru, mais precisamente a Escola Estadual  D. José Vicente Távora, onde, em apenas uma série, o 6º ano, a deficiência é de seis profissionais do magistério.

FALTA DE PROFESSOR II
"Que estímulo tem esse aluno pra ir à escola? Isso estimula a evasão escolar. Peço à Secretaria de Estado da Educação que reveja essa situação dramática", solicitou. Gilson esteve recentemente no município, realizando atividades médicas e ouvindo a população, e foi procurado por um grupo de estudantes que aproveitou a presença do parlamentar e denunciou a falta de professores. Outro caso citado foi o município de Estância. No Colégio Estadual Gilson Amado, o terceiro ano está com carência de duas disciplinas, química e espanhol, há dois anos. Lamentável.

APOIO AOS AGENTES
O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) solicitou reunião com a secretária de saúde Goretti Reis na manhã da última sexta-feira (23), para interceder pelos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate as Endemias, após ter se reunido na quinta-feira (22) com alguns representantes da classe, da grande Aracaju. "No próximo dia 3 haverá uma reunião federativa em Brasília em defesa da regulamentação do piso salarial nacional que é de R$ 950 reais. A pauta é diversa com base as melhores condições de trabalho para essas entidades. Vamos lutar por mais esse avanço!", garantiu o parlamentar.