Espetáculo Valente encanta pais e filhos durante final de semana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/08/2013 às 02:46:00

"Me diverti muito no espetáculo Valente. Tanto eu como minha irmã pulamos, dançamos e cantamos todas as músicas. Foi algo mágico". Essa foi a afirmação da estudante Cecília Cruz, 07 anos, que assistiu durante o último sábado, 24, o espetáculo Valente, trazido pela primeira vez a Aracaju pela produtora Lucimara de Lima. O evento aconteceu no Teatro Atheneu e contou com a presença de 700 pessoas. Valente foi produzido pela Cia. de Teatro Carlos Moreira.   

O espetáculo obteve surpreendentes efeitos especiais, trilhas sonoras, cenários, figurinos, e toda uma dramaturgia impecável direcionada para a formação dos valores das crianças. Uma característica marcante sobre o Valente foi a importância da valorização da família, e a confiança que pais e filhos devem manter diante da base familiar.

A cada cena de transição era possível observar a ansiedade de todos, principalmente, das crianças que ficavam animadas com as trilhas sonoras expostas no espetáculo. Outro ponto importante que marcou Valente foi à interação dos pais em decorrência da animação e descontração dos seus filhos. "Esse espetáculo além de passar uma mensagem positiva para as crianças, sobre o respeito que os filhos devem ter com os pais, foi algo bastante marcante para a cultura sergipana", disse a odontopediatra Suzane Grubisik. Ao final do espetáculo pais, professores, diretores de escolas e crianças parabenizaram a execução Valente que deixará saudades em Aracaju. "Tivemos bastantes elogios em relação ao espetáculo. Mostra disso, é que tivemos recorde de público", comentou a produtora Lucimara de Lima.

Valente conta a saga da jovem princesa Merida (Polly Leão), criada por sua mãe (Sandra Clecys) para ser a sucessora perfeita ao cargo de rainha, segundo a etiqueta e costumes do reino. Contudo, a jovem dos cabelos rebeldes não tem a menor vocação para esta vida traçada, preferindo cavalgar pelas planícies selvagens da Escócia e praticar o seu esporte favorito - tiro ao arco.

A história ressalta a relação entre mãe e filha, que se transforma ao longo do espetáculo e nos faz refletir sobre o que realmente importa em um relacionamento familiar: amor, respeito, e acima de tudo saber ouvir o outro. (Marcelo Efron)