Pardais voltarão às ruas ainda este ano

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 28/06/2012 às 11:30:00

Cândida Oliveira
candidaoliveira@jornaldodiase.com.br

A partir de hoje, dia 28, a comissão jurídica e técnica da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), de Aracaju, começa a analisar a documentação com a proposta das empresas para a implantação da fiscalização eletrônica das vias aracajuanas.
O processo de licitação será feito em duas etapas. Na primeira, os envelopes com as propostas são abertos, fato que ocorreu ontem, quarta-feira, na sede da SMTT, pelo presidente da Comissão de Licitação da Superintendência, Caio Christósani Santana. "Os pardais voltarão a funcionar ainda este ano", garantiu ele.
 De acordo com o assessor de comunicação da SMTT, Jairo Alves, cinco empresas participam da licitação: Eliseu Kopp, do Rio Grande do Sul, Citran, de Minas Gerais, Consladel, de São Paulo, Fotosenssores, do Ceará, e Fiscaltec, do Paraná. Após a abertura dos envelopes, todos os concorrentes assinaram a documentação uns dos outros.

Análise - Nos próximos dias cada item da documentação será analisado, questões jurídicas e fiscais e se todos atenderem as exigências dos editais. A análise de preços ocorrerá em seguida. "O processo de análise dos itens deve durar em média 15 dias. A empresa com menor preço será a vencedora", informou Jairo.
A empresa vencedora fará a instalação dos 78 novos aparelhos de fiscalização. Houve uma redução de 22 pardais em relação ao ano de 2011. De acordo com a SMTT, a redução ocorreu através de análises de engenheiros que determinaram os locais mais críticos para a implantação dos pardais. Apenas com a instalação, a empresa terá um gasto de R$ 9,6 milhões.
Segundo o assessor, as lombadas continuarão com velocidade de 40 KM/h e a velocidade permitida pelos radares dependerão dos locais instalados.