Deso está entre as 20 maiores empresas de saneamento do País

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente da Deso, Sérgio Ferrari
O presidente da Deso, Sérgio Ferrari

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 31/08/2013 às 02:31:00

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) figura entre as 20 maiores empresas de água e saneamento do Brasil. O dado foi revelado este mês, em análise setorial, na edição 2013 do ranking Valor 1000, publicado pelo Grupo Valor Econômico. Para a escolha foram analisados os resultados financeiros, que incluem a receita líquida anual. Entre as classificadas estão empresas públicas, privadas e municipal. Os dados resultam de estudos realizados pela FGV e analisados pela Serasa Experian.

A posição é referenciada por informações de 2012, quando a receita líquida foi de R$ 324 milhões. "Proporcionalmente, a Deso está muito bem, com o faturamento maior, se comparada a outras empresas que trabalham em estados maiores e que, teoricamente, teriam a possibilidade de apresentar uma receita superior, como Pará, Piauí, Amazonas. São estados com a população mais numerosa que a de Sergipe, e no entanto não entraram no ranking", considera diretor-presidente da Deso, Sérgio Ferrari.

O valor da receita líquida aponta uma realidade social importante para o desenvolvimento de Sergipe, que é o acesso ao saneamento básico. "O faturamento da empresa representa a grande clientela que tem a Deso. Não há grande diferença na tarifa de água praticada em Sergipe e a praticada em qualquer outro local. É evidente que existem tarifas maiores e menores, mas a variação não é tão grande. Então isso mostra que o faturamento tem uma ligação muito direta com a quantidade de pessoas atendidas pela Deso, ou seja, quanto maior a população, maior será a receita em qualquer empresa", avalia Ferrari.

Ele descreve que no território sergipano onde a população é menor, o percentual de universalização da Deso é mais elevada que a de outros estados. "Há estado que possui uma população com quase o dobro a de Sergipe, mas o faturamento é menor. Isso mostra que o atendimento à população não está tão próxima da universalização como em Sergipe", acrescenta o diretor-presidente da Deso.

Água e Saneamento - Na lista das 20 maiores empresas do setor de Água e Saneamento, classificadas pelo Valor 1000, a Deso aparece na 20ª posição. Em primeira colocação está a Sabesp, com receita operacional líquida de R$ 10,7 bilhões. No geral, estão no quadro setorial 16 empresas públicas, outras três privadas e mais uma municipal. Esta última é de Campinas, cidade paulista com complexos industriais de grande porte e população superior a 1 milhão de habitantes.

No ranking completo das 1000 maiores empresas do País, a Deso aparece na 969ª posição. Em comparação a 2011, Companhia caiu seis posições devido a entrada de novas empresas no rol nacional. "Apenas três empresas de Sergipe entram nessa relação, o que mostra que a Deso tem grande relevância para Sergipe. E esse nível de importância continua sendo mantida a cada ano, uma vez que a Deso é reconhecida entre as maiores do País", avalia.