CPI ouve representante da indústria sobre problemas na telefonia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente da FIES, Eduardo Prado com o  deputado Augusto Bezerra
O presidente da FIES, Eduardo Prado com o deputado Augusto Bezerra

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/09/2013 às 02:28:00

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), Eduardo Prado, participou na tarde de hoje, 05, da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de autoria do deputado Venâncio Fonseca- presidente da CPI, na Assembleia Legislativa.

O objetivo da comissão é discutir os problemas causados pelo serviço de telefonia oferecido pelas prestadoras em Sergipe ao empresariado do Estado. Comissões desse tipo estão sendo realizadas em 18 estados do país, de acordo com o deputado Venâncio Fonseca.

O presidente da FIES, Eduardo Prado, fez questão de ressaltar a importância do debate dessa questão que atinge uma grande parte da população e que todas as pessoas acabam tendo problemas com as respectivas empresas provedoras de serviços telefônicos. Ainda salientou que a FIES tem problemas com duas operadoras, por faturamento errado e bloqueio do serviço por uma e cancelamento de linha e a continuidade do faturamento da mesma. Em todos os casos, há diversos transtornos para a instituição e, alguns casos, até prejuízos pela falta do serviço prestado de forma correta.

Ao final da reunião, os deputados José Franco, Augusto Bezerra, Zezinho Guimarães e Venâncio Fonseca salientaram a importância da presença do representante da classe industrial na CPI, pois é uma parte importante para ser ouvida e chegar a um equacionamento do problema da telefonia no nosso Estado. As próximas reuniões estão marcadas com as operadoras de telefonia em Sergipe: no próximo dia 17, com a Tim e a Claro e no dia 19, com a Oi e a Vivo.