Meteorologia prevê chuvas fortes no interior

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/09/2013 às 02:44:00

O interior do estado deverá ter fortes chuvas nos próximos dias, de acordo com previsão do Centro de Meteorologia da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh).

Como explica o meteorologista Overland Amaral, o grande volume de chuvas fora da capital se deve ao fenômeno conhecido como chuvas convectivas, causadas pelo movimento de massas de ar mais quentes que sobem e condensam.

O meteorologista explica que as chuvas convectivas ocorrem principalmente devido à diferença de temperatura nas camadas próximas da atmosfera terrestre e que também são caracterizadas por serem de curta duração, porém de alta intensidade e abrangem pequenas áreas.
"Elas deverão estar concentradas no interior nos próximos dias", explica Overland Amaral. Ainda segundo ele, até sábado, 14, os sergipanos terão um tempo instável, com chuvas frequentes ao longo dos próximos dias, com ventos fortes e elevação das marés.

Overland Amaral destaca que este quadro climático que está predominando no final de inverno traz uma maior circulação de ventos favorecendo maior nebulosidade e formação de ondas mais fortes que começam a se formar no litoral do estado, atingindo várias áreas.  
"Será uma semana com chuvas mais frequentes pela manhã e à noite. Também neste período, os ventos ficam predominantes e mais velozes, com máxima de sete metros por segundo. Outro fator são as condições do mar, com ondas elevadas até quinta-feira, 12, alcançando 2,5 metros de altura e com ventos pouco intensos", destaca o meteorologista Overland Amaral.       

De acordo com as previsões meteorológicas as chuvas que vêm caindo em todo o estado são resultado de escoamentos de instabilidade no Sudeste do país, deslocando-se do Leste para o Noroeste do Estado.
Por causa da instabilidade climática, alguns municípios do Estado, a exemplo de Nossa Senhora da Glória e Poço Redondo, apresentam temperaturas que chegaram a 18ºgraus.  

As chuvas que vêm caindo sobre a capital aracajuana bem como em alguns municípios de Sergipe ainda são decorrentes do quadro climático apresentado em agosto, que teve variações de instabilidades e precipitações.