Vacinação contra a poliomielite tem início no próximo sábado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/06/2012 às 10:11:00

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com as Secretarias de Saúde dos 75 municípios sergipanos, dará início a 33ª Campanha Nacional Contra a Poliomielite (paralisia infantil), voltada para criança menores de cinco anos.  A campanha acontece no próximo sábado, 16, entre 8h e 17h nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), e segue até o dia 6 de julho.
Em Sergipe o número de crianças menores de cinco anos é de 173.529. A meta mínima estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) é imunizar 95% do público alvo, o que corresponde a 164.852 pessoas. Foram disponibilizadas 260 mil doses. Serão 800 postos de vacinação em todo estado, três mil profissionais de saúde e outras áreas, além de 250 veículos envolvidos na campanha.
De acordo com a gerente do Programa Estadual de Imunização, Sândala Teles, não há contra indicação para que a criança receba a gotinha. "As crianças só devem receber a vacina se não estiverem com febre ou vômito. Depois que melhorar, os pais devem levar a criança ao posto de saúde mais próximo", explicou a gerente.
 Nos anos de 2008, 2009, 2010 e 2011, Sergipe ultrapassou a meta mínima de cobertura vacinal contra a paralisia infantil estabelecida pelo Ministério da Saúde. Foram 99%, 99%, 96,6% e 100% de cobertura, respectivamente.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com as Secretarias de Saúde dos 75 municípios sergipanos, dará início a 33ª Campanha Nacional Contra a Poliomielite (paralisia infantil), voltada para criança menores de cinco anos.  A campanha acontece no próximo sábado, 16, entre 8h e 17h nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), e segue até o dia 6 de julho.

Em Sergipe o número de crianças menores de cinco anos é de 173.529. A meta mínima estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) é imunizar 95% do público alvo, o que corresponde a 164.852 pessoas. Foram disponibilizadas 260 mil doses. Serão 800 postos de vacinação em todo estado, três mil profissionais de saúde e outras áreas, além de 250 veículos envolvidos na campanha.

De acordo com a gerente do Programa Estadual de Imunização, Sândala Teles, não há contra indicação para que a criança receba a gotinha. "As crianças só devem receber a vacina se não estiverem com febre ou vômito. Depois que melhorar, os pais devem levar a criança ao posto de saúde mais próximo", explicou a gerente. Nos anos de 2008, 2009, 2010 e 2011, Sergipe ultrapassou a meta mínima de cobertura vacinal contra a paralisia infantil estabelecida pelo Ministério da Saúde. Foram 99%, 99%, 96,6% e 100% de cobertura, respectivamente.