Sebrae apoia atualização do subteto do Simples

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/10/2013 às 16:02:00

Documento entregue pela diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe ao secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Saumineo Nascimento, e posteriormente por todas as entidades que compõem o Fórum Empresarial de Sergipe pleiteando a atualização do subteto do simples em todo o Estado de R$ 1,8 milhão para R$ 3,6 milhões, conta também com o apoio do Sebrae.

Durante abertura da Feira do Empreendedor, o superintendente do Sebrae,  Lauro Vasconcelos, somando-se à reivindicação, colocou o órgão à disposição dos empresários e do governo para orientação técnica sobre os impactos da atualização do teto do Simples, por meio da disponibilização de pesquisas, números e estudos.
O superintendente disse ainda que, a exemplo de outras unidades da federação e também de Sergipe, quando se proporciona um ambiente favorável aos pequenos negócios, o próprio Estado e a sociedade ganham com o surgimento de novas empresas, por conta da geração de renda, emprego e aquecimento da economia.

No documento entregue pelas Entidades Empresariais, o Estado precisa verificar o crescimento da arrecadação no período em que implantou o Simples, em 2007, e no momento de sua ampliação, no final de 2011, de R$ 1,2 milhão para 1,8 milhão. Segundo os empresários, é importante que sejam analisados os dois momentos em Sergipe para que seja constatado um aumento na arrecadação e não a perda de receitas
Lauro lembra também que números de pesquisa do Sebrae Nacional demonstram a força das pequenas empresas no país. Elas representam 99% das empresas existentes no Brasil, são responsáveis por 52% dos empregos formais, 40% da massa salarial, 25% do PIB e 70% das novas vagas de empregos geradas.

O levantamento mostra ainda que 44% das pessoas sonham em ter seu próprio negócio. "Um universo que precisa ser observado com atenção, procurando sempre oferecer um ambiente favorável para que esses empreendedores tenham condições de crescer, gerar emprego e realizar seus sonhos no mundo dos negócios".