Deso conquista representação nacional na gestão de recursos hídricos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O representante da Deso, Luiz Carlos Sousa Silva, foi eleito coordenador adjunto do Fórum Nacional de Comitês de Bacias
O representante da Deso, Luiz Carlos Sousa Silva, foi eleito coordenador adjunto do Fórum Nacional de Comitês de Bacias

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/10/2013 às 01:24:00

No último Encontro Nacional de Comitê de Bacias Hidrográficas (Encob), realizado em Porto Alegre, durante os dias 14 a 18 de outubro, Sergipe realizou uma conquista inédita para gestão de recursos hídricos. O representante da Deso, Luiz Carlos Sousa Silva, foi eleito coordenador adjunto do Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, que tem o papel de articulação e mobilização de toda a sociedade para as questões relativas às águas que tratam desde a conservação, preservação e degradação.
"O comitê de bacias é importante porque é formado por um tripé, a sociedade civil, poder público e usuários da água. Esse colegiado de pessoas é que diz como a água vai ser gerida, o que deve acontecer na bacia hidrográfica", explica Luiz Carlos. O Fórum é a instância colegiada de Comitês legalmente instituídos no âmbito dos Sistemas Nacional e Estaduais de Recursos Hídricos existentes no território nacional. Em Sergipe existem três comitês de bacias: São Francisco, Sergipe e Piauí.

A dedicação e competência levaram Luiz Carlos a representar Sergipe fora dos limites estaduais. Antes de ser eleito coordenador adjunto do Fórum Nacional, ele já representava os interesses de defesa da água como presidente no Comitê da Bacia Hidrográfica Piauí, sendo eleito posteriormente para presidir o comitê e o Fórum Sergipano de Comitês de Bacias Hidrográficas Estaduais (FSCBH).

Conquista - No Brasil há mais de 200 comitês de bacias, por isso todos os anos é realizado o Encob. E este ano Sergipe conseguiu destaque ao ter o nome de Luiz Carlos lembrado por participantes do encontro como um bom nome para representar o nordeste. Em uma eleição para a nova coordenadoria Nacional dos Comitês de Bacias Hidrográficas, o Rio de janeiro conquistou a coordenadoria geral e Sergipe a coordenadoria adjunta.
"Diante da forma de agir, do posicionamento da Deso, nós conseguimos espaço e conquistamos reconhecimento a nível nacional no gerenciamento de recursos hídricos. Agora podemos proteger os interesses de Sergipe, interferir com mais força nas decisões", comentou o novo coordenador adjunto, Luiz Carlos.