Jackson faz balanço da gestão em 2013 no almoço da Acese

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O governador Jackson Barreto fala para empresários da Acese
O governador Jackson Barreto fala para empresários da Acese

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/11/2013 às 11:28:00

O governador em exercício, Jackson Barreto, atendeu a um convite da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) e participou ontem do tradicional "Almoço com Negócios", onde abordou aspectos que nortearam as ações administrativas adotadas em 2013 e também abordou as perspectivas para 2014. O ato ocorreu no Mercure Hotel e contou com a participação da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Sergipe.

Nos aspectos evidenciados pelo governador, durante sua explanação, destacaram-se as metas de aceleração do crescimento de Sergipe de forma equilibrada e sustentável financeiramente. "É uma honra participar mais uma vez deste evento que reúne as forças empresarial e comercial sergipanas, através desta entidade centenária que é a Acese, para falarmos das ações implementadas neste governo que levaram o nosso Estado a um patamar de crescimento nunca visto, mesmo num ano muito difícil para todos nós", contextualizou o governador, após saudar os representantes dos segmentos comercial e empresarial sergipanos.

"O sucesso dessas ações e da busca de condições para que pudéssemos chegar a bons resultados, deve-se ao ímpeto, metas e planejamento implementados pelo governador Marcelo Déda, para quem devemos voltar nossas orações", lembrou Jackson Barreto, logo após ouvir que a Acese pretende fazer uma homenagem ao governador ainda na programação de final de ano.

Apresentação - Entre as ações elencadas na apresentação, destacaram-se, como três eixos principais: Normalização da situação das finanças públicas, o aperfeiçoamento da qualidade dos serviços, a aceleração das obras públicas em todo o estado, e a atração de empresas e viabilização de investimentos estruturantes capazes de gerar emprego para a população e assegurar o desenvolvimento do nosso estado. O governador também destacou a importância das recentes medidas de contenção de gastos, que propiciarão uma economia de aproximadamente R$ 80 milhões em um ano.

"Nós trabalhamos para minimizar os efeitos nocivos da crise que se abate sobre todos os estados brasileiros atualmente. Nós conseguimos acelerar o ritmo das obras públicas na capital e interior, com obras em  mais de 70 municípios atualmente, e atrair novos empreendimentos industriais para gerar empregos para os sergipanos. Nós também queremos agradecer ao empresariado sergipano pelo empenho em prol da aprovação do Proinveste", ilustrou Jackson Barreto, referindo-se às obras constantes do programa, que foram devidamente detalhadas.

Jackson Barreto também falou das perspectivas que ampliam o potencial da exploração mineral, representando uma vantagem comparativa estratégica para a promoção do desenvolvimento. "Diante desses resultados, apesar das dificuldades com os recursos financeiros do Estado, tenho que ser muito otimista, já que a capacidade criativa da administração pública em Sergipe trouxe resultados positivos. Temos buscado fazer tudo aquilo que é possível, mas sempre trabalhando com a perspectiva de fazer muito mais, gerando muitos empregos para os sergipanos e promovendo a distribuição de renda", concluiu o governador, ao cumprimentar os empresários sergipanos.

Reconhecimento - O presidente da Acese, Alexandre Porto, fez questão de reconhecer e agradecer ao governador pela presença e explanação diante dos representantes do comércio sergipano. "Queremos agradecer pelo ímpeto do governador em reservar um espaço diante de uma agenda atribulada, vindo mostrar o que o Governo vem fazendo de positivo em Sergipe durante este ano, mostrando que nosso estado tem atraído cada vez mais os investimentos privados, especialmente em 2013, trazendo a atenção dos investidores para Sergipe. Queremos agradecer pelo fato de o governador nos dar a oportunidade de esclarecer dúvidas e obter informações sobre as ações e o planejamento do governo", avaliou o presidente.