REAL O PRIMEIRO

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/12/2013 às 00:01:00

1 - Além da performance na organização extra quadra da Superliga, nas competições, o Real Moitense vem representando bem o futsal sergipano, empatando a primeira para o Caça e Pesca com escore de 3 a 3, a segunda ganhou de 5 a 2 para a forte AABB, de São Paulo e a terceira e última partida pelo grupo A, terminou o jogo com Concórdia em 3 x 3, classificando-se para a semifinal, já provando que a FSFS é boa de bola e organização. A Superliga transcorre como manda o figurino, não decepcionando ao presidente da Confederação, Aécio de Borba, que não se cansa de exaltar o bom trabalho dos que fazem a FSFS.

2 - Foi um 3 a 3 dramático, depois do Real andar perdendo de 3 a 1 e tendo ainda o luxo de perder um pênalti. Recuperação emocionante, levando o torcedor do Constâncio Vieira a ficar de pé com o empate acontecendo, levando os comandados de Galego para hoje na semifinal da Superliga, contra o Goiás, num sábado que segundo os dirigentes nacionais do futsal, só acontecerá a rodada, caso o Comandante da PMS, envie o devido policiamento para o Constâncio. Real Moitense acaba a fase de classificação na primeira colocação, enfrentando o segundo da B, na edição 9ª da Superliga. O Moita mostrou que sabe aguentar a pressão e chega às semifinais como forte candidato ao título.  Participou de uma chave equilibrada, ficando na ponta com cinco pontos, quatro Caça e Tiro e AABB-SP. Pelos critérios de desempate, os paulistas ficaram com a vice-liderança. O Concórdia, vice campeão da Liga Nacional, terminou na lanterna com dois pontos. Rogério foi expulso. A torcida amarelou. Moita com muita superação e garra conseguiu segurar. O jogo ficou bastante tenso. Gian e Bebeto pelo Concórdia foram expulsos. Hiltinho faltando pouco tempo, empatou.

Meio de Campo

CONJUNTO DE MEDIDAS
- Os ministérios do Esporte e da Justiça anunciaram um conjunto de medidas, para prevenir e combater a violência em eventos esportivos, depois da briga generalizada entre as torcidas do Vasco e do Atlético Paranaense, na rodada final do Campeonato Brasileiro.

RECURSO NEGADO
O recurso do Vasco pedindo a impugnação da partida contra o Atlético-PR, foi negado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O presidente Flávio Zveiter invalidou o pedido e manteve o placar de 5 a 1 para os paranaenses no confronto. Sendo assim, não haverá julgamento sobre o caso e o rebaixamento do Cruzmaltino está confirmado no Campeonato Brasileiro.

MACONHA PROIBIDA
A Conmebol anunciou que manterá a proibição do uso da maconha, a jogadores que disputarem competições organizadas pela entidade, mesmo com a liberação da substância no Uruguai.

Cartão Amarelo

Querer ganhar no tapetão. Vasco perde no campo e pretende retroceder para Série A. Acompanho voto contrario à volta, do relator Wilson Tavares.

Cartão Vermelho

Portuguesa lançar jogador irregular e Fluminense retornar para à Primeira Divisão .

Gol de Placa

A maioria dos times sergipanos com quase todos os atletas contratados regressando para os treinamentos.