Moradores vão bloquear rodovia neste sábado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/12/2013 às 00:12:00

Kátia Azevedo
katiaazevedo@jornaldodiase.com.br

Revoltados com a morte de parentes e amigos em acidentes na rodovia estadual SE 361, que liga Simão Dias a Poço Verde, moradores que vivem na região realizam protesto na manhã deste sábado na principal via de acesso aos municípios.

As famílias estão inconformadas com a morte do jovem Jocival Ferreira Santana, 24 anos, vítima fatal de um acidente ocorrido no início deste mês. De acordo com os moradores, ele foi atropelado por uma moto quando tentava atravessar a via.

Os moradores alegam que as condições da rodovia são péssimas, sendo a principal causa de atropelamentos fatais na via. Indignados com a situação, parentes e amigos de Josival vão interditar a rodovia a partir das 7h30, no trecho localizado nas proximidades do ponto de ônibus do povoado Coração de Maria, em Simão Dias.

O protesto, intitulado Movimento pela Vida, vai cobrar medidas urgentes e definitivas ao Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER) para que faça o recapeamento da faixa asfáltica ao longo da rodovia, que possui muitos buracos e pode ocasionar novas e fatais ocorrências. Além disso, os moradores cobram a colocação de redutores de velocidade e a implantação de acostamento.
Ontem, equipes do DER estiveram no local para cobrir os buracos existentes na rodovia, no trecho que compreende o acesso aos povoados Pastinho e Barnabé, mas de acordo com a população local, o protesto será mantido considerando que a medida é apenas paliativa e não resolve o problema de imobilidade que afeta as comunidades da região.

O morador do povoado Coração de Maria, César de Almeida, um dos organizadores do protesto, disse que o fluxo populacional e o número de veículos que trafegam na região vêm crescendo de forma acelerada e que na contramão deste avanço, os serviços de manutenção e de segurança na rodovia não acompanharam esta mudança.
"A SE 361 se tornou ao longo do tempo uma das mais movimentadas e perigosas rodovias do estado, sendo acessada por moradores de diversos povoados que residem na região. A pista é a única via para a população ter acesso ao transporte. Com esta mudança de fluxo, os acidentes são contínuos pelo fato das péssimas condições da estrada. Além de buracos, não há acostamento. Os veículos passam em alta velocidade e muitas pessoas são atropeladas no local. Somente no povoado, são 400 moradores que acessam o local diariamente sem uma travessia segura", relata.

Ainda de acordo com ele, a população de outros povoados vizinhos também arrisca a vida diariamente por causa da falta de condições de tráfego. "Crianças que frequentam as escolas, idosos, todos estão inseguros e assustados com esta situação e o pior é que o poder público não toma uma medida definitiva. Tapar buracos minimiza, não resolve. Queremos a construção de uma pista, sinalização, quebra-molas. Vivemos em um município com 42 mil habitantes que precisam da rodovia para se locomover. Esta será a primeira de muitas mobilizações que a comunidade vai fazer até que haja uma solução concreta", enfatiza.        

Outro acidente fatal recente envolveu uma motocicleta e um jovem. O acidente aconteceu nas proximidades da cidade de Poço Verde, em curva localizada depois do povoado São José, conhecida por "Curva de Neneu". Segundo os moradores, o jovem ainda foi levado para o hospital local, porém não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.
A reportagem ligou na manhã de ontem para o DER, mas foi comunicada que no momento não havia ninguém para passar informações.