Jackson autoriza obras esperadas há décadas na Barra

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Jackson exibe contrato para execução de obra na Barra dos Coqueiros
Jackson exibe contrato para execução de obra na Barra dos Coqueiros

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/12/2013 às 23:18:00

No início da noite desta sexta-feira, 13, o governador Jackson Barreto promoveu um ato onde autorizou oficialmente a realização de obras esperadas há muitos anos pelos moradores da Barra dos Coqueiros e da Atalaia Nova, com pavimentação de ruas, reforma da praça Santa Luzia (a principal da sede do município) e a reforma das instalações do antigo Terminal Hidroviário. Além disso, o governador também anunciou outra obra muito esperada e que beneficia o aspecto urbanístico de toda a região, ao afirmar que autorizará a pavimentação da via que circula o bairro Baixo (nas imediações da estação de tratamento da Deso) e vai até a entrada da Atalaia Nova, num investimento de aproximadamente R$ 3,5 milhões. Esta via será batizada com o nome de Marcelo Déda, homenagem inclusive já aprovada na Câmara de Vereadores da Barra.

As obras ora autorizadas complementam o aspecto de revitalização que já ocorreu no município, a exemplo da praça Luiz Gonzaga, e do Complexo Esportivo Jugurta Barreto, consolidando os investimentos do Governo do Estado no município vizinho à capital e que é tido como referência em áreas de lazer e potencial turístico.
"Nesse momento, o povo já pôde constatar as ações do governo na Barra dos Coqueiros, pois todo o percurso foi realizado em ruas recentemente asfaltadas a pedido do prefeito Airton Martins. No elenco de obras que acabamos de autorizar em benefício da população, está também a transformação do antigo hidroviário, que está aí abandonado, num local aprazível e de utilidade turística, e se tornará num elemento de embelezamento da cidade e fortalecimento do aspecto bucólico ligado às canoas tó-tó-tó que atracarão no local. Aqui temos um potencial evidente e não podemos deixar que na avenida principal da cidade uma ruína prejudique esse lindo visual proporcionado pelo rio Sergipe", argumentou o governador.

Jackson Barreto também falou sobre o compromisso em construir a avenida Governador Marcelo Déda, que liga o bairro Baixo à rodovia em direção à Atalaia Nova. "Esse será um investimento de mais de R$ 3,5 milhões, aliado às demais obras autorizadas como a pavimentação de diversas ruas e da Praça da Igreja da Atalaia Nova. A Praça da Igreja é um ponto de referência que será totalmente urbanizado, além da praça Coronel Sizino, também reformada nesse governo e que será inaugurada brevemente, contando com a participação do senador Antônio Carlos Valadares, que mora em frente", explicou Jackson Barreto, ao justificar que a inauguração prevista para hoje da referida praça foi adiada em atendimento a uma solicitação do senador Valadares que está em viagem e afirmou que gostaria de participar de tal ato.

Ordens de Serviço - Em relação às intervenções a serem realizadas na Atalaia Nova, a ordem de serviço assinada pelo governador autoriza a drenagem e pavimentação de seis ruas, o que será realizado no âmbito do programa Sergipe Cidades, totalizando um investimento de R$ 901 mil, em 12. 200 metros quadrados de pavimentação granítica. Serão alvo das intervenções as ruas João da Serra, da Lambança, da Liderança, rua  Netinho, avenida Oceânica e a  rua Teresa Cristina A. Santana.

Já na urbanização da Praça de Santa Luzia, serão investidos recursos da ordem de R$ 556, 2 mil para a implantação de 13 rampas para portadores de deficiência, meio-fio interno e externo, paisagismo com área de grama esmeralda, implantação de piso táctil direcional e de alerta. Também serão construídos 24 bancos de concreto e praça a receberá 13 postes circulares de aço com 4 pétalas.

Também serão investidos, de obras de pavimentação em concreto intertravado (diferenciado) da Praça Santa Luzia.  O projeto da nova pavimentação já foi concluído pela Sedurb que iniciou o processo de licitação. Na nova pavimentação serão investidos R$ 458.638,14, numa área total  superior a 4.000 metros quadrados. As duas intervenções na Praça Santa Luzia perfazem R$ 1.014.838,34.     
A reforma do Terminal Hidroviário contemplará recuperação de toda a estrutura física do hidroviário, inclusive substituição de toda a cobertura (madeiramento e telhas); recuperação dos banheiros masculino e feminino, inclusive adaptação para deficiente físico; construção de cantina e sala de administração e informações turísticas.

No entorno do terminal serão realizados os serviços de recuperação das calçadas e área de espera das canoas com implantação de piso em concreto desempolado; intervenção paisagística com previsão de áreas gramadas e arborizadas; urbanização de praça mirante com ampliação de estrutura existente e destinação do espaço para multieventos.