Suspeito da morte do irmão de "Gia" foge

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/07/2012 às 15:05:00

Cinco presos escaparam da carceragem na Delegacia Regional de Itabaiana (Agreste), durante a madrugada de ontem. A fuga foi descoberta por volta das 5h, quando os agentes serviam o café-da-manhã aos detentos. Entre os foragidos, está o ex-presidiário Wagner Lima Carvalho, 27 anos, conhecido como "Múmia ou Oião", que foi preso há três semanas atrás, como suspeito de participação no assassinato do comerciante Carlos Antônio da Cunha, o "Carlinhos", 51, irmão do ex-deputado federal Wilson Cunha, o "Gia".
Segundo a polícia de Itabaiana, "Oião" e os outros detentos serraram as grades de uma das celas e da área externa da delegacia, cujo prédio foi inaugurado recentemente. Depois, eles pularam o muro com o auxílio de uma "tereza", corda improvisada com lençóis, e correram pela rua nos fundos da unidade. O grupo deixou, além da corda, os pedaços de serra usados na fuga. Um único policial estava de plantão no local.
Além de "Oião", que também responde pelo assassinato de um idoso em março deste ano na cidade de Frei Paulo, também fugiu um adolescente de 16 anos apreendido por envolvimento na morte de José Bispo Santos, o "Zezito", enterrado vivo em março do ano passado no povoado Mangabeira, em Itabaiana. Os outros fugitivos são maiores de idade: Abel Gomes Júnior, processado por furto; Celso Lisboa Mariano, acusado pelo assassinato da ex-companheira em Canindé de São Francisco; e Givaldir dos Santos, o "Bactéria", 34, preso por tráfico de drogas.
Até o fechamento desta edição, nenhum dos presos foi recapturado. A Corregedoria da Polícia Civil abriu um procedimento para apurar as circunstâncias da fuga. (com informações de Gilson de Oliveira)