Defesa Civil cadastra voluntários para situações de emergência

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/07/2012 às 15:11:00

Ser voluntário da Defesa Civil é, antes de tudo, doar-se para beneficiar a quem mais precisa de ajuda em situações de emergência. É com este olhar que a Defesa Civil de Sergipe realiza permanentemente o cadastramento de pessoas que desejam se voluntariar em ações de socorro à população em situações de emergência como estiagens prolongadas ou chuvas que causam enchentes, desabamentos, etc.
Para ser um voluntário (a) da Defesa Civil, basta ter a idade igual ou superior aos 18 anos e espírito solidário, e preencher todos os quesitos do cadastramento independente de profissão, religião, cor ou raça.
"Quando há demanda, a organização é boa porque mobilizamos os indivíduos para causas humanitárias e a melhoria do atendimento da sociedade afetada pelos desastres naturais. Atualmente, nossos voluntários são os servidores públicos", explica o coordenador Estadual da Defesa Civil, Tenente-Coronel Erivaldo Mendes.
Banco de dados -  Os dados dos voluntários são armazenados pela Defesa Civil, que os convoca conforme a demanda para exercer tarefas como o preenchimento de formulários e a distribuição de cestas de alimentos.
"Temos o cuidado e a preocupação de coletar informações a respeito da disponibilidade de tempo dos voluntários na prestação de serviços, além da situação da problemática apresentada e da qualificação dos inscritos. Tudo para otimizar a prestação de serviços e aproveitar melhor as capacidades de cada um", explicou o coronel Mendes.