Construção civil quer crescer 5% neste ano

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/07/2012 às 15:24:00

Apesar das pressões e incertezas no cenário internacional, a construção civil deve encerrar o ano com crescimento superior ao de 2011, projeta o estudo "A produtividade da Construção Civil", da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Após vários anos de dificuldades, começou a registrar crescimento em 2004, tendo recorde de expansão em 2010.
Segundo o estudo da FGV, estima-se expansão de 5% em 2012, frente aos 3,6% do ano passado. "A redução dos juros e ampliação do prazo de financiamento imobiliário para 35 anos criam, sem dúvida, um novo ânimo para o segmento imobiliário e fortalece as perspectivas para 2012", informa a Fundação Getúlio Vargas. De acordo com o estudo, nos primeiros três meses deste ano, a construção civil cresceu 3,3% na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. Nesse período, o Produto Interno Bruto (PIB) do País avançou 0,8%.
O setor da construção civil começou a reencontrar a rota de crescimento em 2004, deixando para trás décadas de dificuldades e culminando no crescimento recorde de 11,6% em 2010, na qual chamou de um "marco de recuperação do dinamismo setorial".
A FGV também revela que são inúmeras as razões do crescimento setorial a partir de 2004. Algumas delas são: maior oferta do crédito imobiliário, aumento do emprego formal, crescimento da renda familiar, mudanças no marco regulatório do mercado imobiliário e programas federais como o Programa de Aceleração do Crescimento(PAC) e o Minha Casa, Minha, Vida.