De 2002 a 2012, micro e pequenas empresas sergipanas criaram 79.198 empregos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/01/2014 às 14:27:00

As micro e pequenas empresas sergipanas (MPEs) criaram entre 2002 e 2012, 79.198 empregos formais, representando 46,6% dos mais de 170 mil empregos gerados no estado no período.
Os dados foram analisados pelo Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES), com base nos dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

No critério usado pela RAIS, a classificação de micro e pequeno porte engloba as empresas que possuem até 99 funcionários. Na pesquisa também se observou que a cada 1.000 empregos gerados no estado, entre 2002 e 2012, aproximadamente 466 vagas foram abertas por uma firma de até 99 funcionários.
No período analisado, os setores de comércio e serviços foram os maiores responsáveis pela criação dos empregos formais nas micro e pequenas empresas do estado. Esses dois setores juntos responderam por 77,5% das vagas abertas ou 61.358 empregos. Nas micro e pequenas empresas industriais, o número de novos empregos formais chegou a pouco mais de 17 mil. O setor agropecuário sergipano gerou no período analisado 826 empregos, conforme os dados da RAIS.

Entre 2002 e 2012 foram abertas 10.856 empresas em Sergipe. Desse total, 10.624 empresas, ou seja, 98% delas são classificadas, de acordo com a RAIS, como micro e pequenos negócios. A maior abertura de empresas ocorreu nos setores de comércio e serviços, com 8.616 empresas. Para o setor industrial e agropecuário os números de micro e pequenas empresas criadas, no período analisado, foram de 1.356 e 652, respectivamente.