Prefeito empossa 64 novos técnicos e analistas ambientais aprovados em concurso

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
João Alves assina termo de posse
João Alves assina termo de posse

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/02/2014 às 00:14:00

Após um ano de criação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente a Prefeitura de Aracaju continua investindo para que a capital sergipana se torne modelo em qualidade de vida. Para tanto, o prefeito empossou hoje os novos funcionários municipais que darão continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido pela secretaria. São 64 novos servidores efetivos que atuarão como técnicos e analistas ambientais aprovados no primeiro concurso do município na área. A solenidade de posse aconteceu na manhã de ontem, no auditório do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos.

Com a chegada dos novos servidores, a secretaria começa o processo de fiscalização e fornecimento de licenças ambientais. Para o prefeito essa é uma questão importantíssima, já que muitas empresas desistiam de se instalar na capital pela demora nas licenças.
"Temos que cuidar do meio ambiente sem nenhuma visão ideológica ou política que possa prejudicar as licenças, havendo com isso uma grande mudança. Essa era uma das principais demandas das empresas que tinham interesse em se instalar em Aracaju, porque atualmente uma licença ambiental está levando um tempo imenso para ser liberada e, por isso, muitas até desistem de se implantar em nossa capital. Hoje na Secretaria do Meio Ambiente temos funcionários e aparelhagem maior até mesmo que a co-irmã do Estado. No país nenhum outro governo teve essa audácia de investimento, resultando com isso em mais agilidade", garantiu o prefeito.

Preocupado com as questões que envolvem o meio ambiente e grande estudioso da pasta, João Alves sempre criticou os governos que não fornecem nenhum tipo de apoio ao meio ambiente ou que realizam obras que prejudicam ainda mais a situação emergencial em que se encontra a área, e citou o exemplo do Rio São Francisco, que é o maior responsável pelo abastecimento de água na Capital.
"Esse é um momento muito importante para a qualidade de vida dos aracajuanos. O meio ambiente é tão importante que hoje, com a ameaça que está se confirmando com o aquecimento global, se não tomarmos uma providência correremos sério risco de boa parte da humanidade ser destruída. Aqui em Sergipe, por exemplo, o Rio São Francisco está condenado a morrer se nenhuma medida para reverter esse quadro for tomada. Caso isso aconteça, será uma catástrofe para Aracaju, já que as águas do rio abastecem mais da metade das casas da capital. Tudo isso é um desleixo com a questão ambiental", reforçou.

Aproximadamente 21 mil pessoas disputaram as 64 vagas ofertadas pela Sema, sendo que 42 para o cargo de analista e 22 para técnico ambiental. De acordo com o secretário Eduardo Matos, a criação da Secretaria do Meio Ambiente continua e a posse dos novos servidores foi um passo imprescindível para a mesma. "Com chegada dos novos funcionários efetivos já iniciamos com a o processo de transferência do licenciamento da Adema para a Sema. Agora iniciaremos o curso de treinamento para que haja uma melhor fiscalização, com licenciamento célere e de forma on line, que são os objetivos que iremos trabalhar a partir desse momento", destacou o secretário.