Jackson Barreto visita obras do Aeroporto Santa Maria

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Jackson, secretários e diretores do aeroporto observam planta de ampliação do complexo
Jackson, secretários e diretores do aeroporto observam planta de ampliação do complexo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/02/2014 às 00:29:00

O governador Jackson Barreto visitou Complexo Aeroportuário de Aracaju na manhã desta quinta-feira, 6, juntamente com secretários estaduais e representantes da Infraero. As intervenções estão sendo realizadas pelo Governo Federal, através da Infraero, e pelo Governo de Sergipe e representam um investimento de R$

400 milhões.
Primeiro, o governador Jackson Barreto esteve na cabeceira da pista de pouso e decolagem que está sendo ampliada. A pista atual possui 2.200 m de comprimento e 45 m de largura. Com a ampliação e reforço, passará a ter 2.785 m de comprimento, além de duas RESA´s (áreas de segurança no fim da pista). A nova configuração da pista dotará o aeroporto de condições de receber uma maior variedade de tipos de aeronaves, possibilitando a aterrissagem e decolagem de voos intercontinentais, incentivando o desenvolvimento econômico do Estado.

No momento, estão sendo feitos aterros na cabeceira 11 (oeste), implantação de novo sistema de drenagem, alargamento do acostamento da pista com a implantação do novo sistema de balizamento noturno e substituição de placas de concreto defeituosas do pátio de aeronaves. A previsão de conclusão dos serviços é abril de 2015. A intervenção contempla ainda a construção de taxiway paralela (pista de taxiamento). Na ampliação e reforço da Pista de Pouso e Decolagem a Infraero investirá cerca de R$ 64.260.000,00.

Depois a comitiva seguiu para outro ponto da obra, onde pôde ter a dimensão de como ficará o novo Terminal de Passageiros. Em 27 de março de 2013, Infraero e Governo de Sergipe celebraram Acordo de Cooperação Técnica para construção deste novo Terminal. O Acordo prevê a construção de um Terminal de Passageiros equipado com quatro pontes de embarque e desembarque de passageiros nas aeronaves, novo pátio de aeronaves, novo heliporto, novo estacionamento de veículos, novo sistema viário interno, Central de Utilidades e Centro de Manutenção, hangares, obras de infraestutura básica e urbanização de áreas secundárias e de exploração comercial do Aeroporto. O valor estimado para as obras do novo Terminal é de R$ 300 milhões.

Novo Sistema Viário (entorno) - O Governo do Estado está implantando a 1ª etapa do Sistema Viário do entorno do Aeroporto Santa Maria. Um investimento do Governo do Estado na ordem de R$ 23.410.550,96. A obra está sendo realizada em três frentes de trabalho. A primeira no conjunto Santa Tereza, onde o canal atual foi ampliado e revestido em concreto numa extensão de 836 metros e está sendo feita a duplicação da Avenida José Menezes Prudente no próprio conjunto.

A segunda frente é a duplicação da Avenida Alexsandro Alcino, que vai da Avenida Heráclito Rollemberg até a Avenida OBA 2 (OBA - Oleoduto Bonsucesso Atalaia). Atualmente está sendo feita a terraplanagem e a drenagem pluvial da via. A terceira frente está localizada na Avenida OBA 2, onde está sendo feito o recapeamento de parte do trecho da Avenida.

Ainda no entorno do Aeroporto Santa Maria, o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa esclareceu que em parceria com o Governo do Estado, a Prefeitura de Aracaju criará novas vias. "O motorista que está no Centro Administrativo, na saída da capital sergipana, poderá passar pelo bairro Jabotiana, Largo da Aparecida e chegar ao loteamento Marivan, no bairro Santa Maria, sem precisar transitar pelas avenidas Heráclito Rollemberg e Tancredo Neves. Na história de Aracaju nunca se viu tantas obras simultaneamente", disse Valmor.

Localizado no bairro Santa Maria, o Morro da Piçarreira tem movimentação intensa de caçambas e outros equipamentos. No local, o governador assistiu a retirada do material que está sendo levado para as obras das pistas de pouso e decolagem do aeroporto de Aracaju para as intervenções do entorno do aeroporto e para o aterro do Hospital do Câncer. "Dessa forma, há o rebaixamento do local, como solicitou a Infraero", contou Barreto.