Terça, 23 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Bombeiros confirmam que explosão foi provocada por botijão de gás


Avatar

Publicado em 04 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Ao lado de técnicos da Defesa Civil, comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Fábio Cardoso, esclarece explosão (Sérgio Silva/PMA)

Milton Alves Júnior
 
O Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe recebeu na manhã de ontem profissionais de imprensa para apresentar detalhes sobre a operação de resgate e assistência paralela às famílias que residiam em um prédio habitacional, o qual sofreu colapso parcial no último domingo, 31 de dezembro de 2023. Após três dias de operação emergencial, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), oficializou a morte de cinco pessoas, além de 14 feridos. Duas pessoas com quadro clínico delicado seguem recebendo assistência no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).
Os bombeiros confirmaram que o acidente foi provocado pela explosão de um botijão de gás. Na coletiva de imprensa o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Fábio Cardoso, revelou que, 20 minutos após a central de atendimento ter recebido a primeira ligação indicando o sinistro, equipes de busca e resgate iniciaram os trabalhos unificados com o apoio de equipes de cães, Defesa Civil do Estado e de Aracaju. Entre mortos e feridos, foi oficializado o resgate de 19 pessoas.
Para atender a ocorrência, o comando do CBM precisou escalar cerca de 50 agentes para cada dia de atuação; os profissionais envolvidos atuam em postos localizados em municípios os quais compõem a região da Grande Aracaju. Finalizado o processo de busca por vítimas, o Corpo de Bombeiros, na tarde da terça-feira – minutos antes de receber a comitiva do governador Fábio Mitidieri -, deu início à etapa que envolve os desdobramentos da operação. Haviam informações as quais indicavam a existência de uma sexta vítima fatal, mas em diálogo com moradores, vizinhos e proprietário do imóvel, essa possibilidade foi descartada, permitindo, assim, dar início à segunda fase das ações.
“Foram quase três dias de operação, com 50 bombeiros por dia, avançamos muito na questão da busca das vítimas, chegando a 19 pessoas resgatadas, sendo 14 com vida e, infelizmente, cinco em óbito. Seria injusto da nossa parte destacar o trabalho desenvolvido por nossos homens e mulheres que vestem a farda do Corpo de Bombeiros e não reverenciar o apoio que recebemos desde o primeiro momento por parte dos peritos da Defesa Civil Estadual e Municipal, equipes de saúde e tantos outros técnicos que prestam serviços para a administração pública. O trabalho foi intenso ao ponto de conseguirmos salvar 14 vidas e evitar que outras pessoas ficassem feridas”, avaliou.
No encontro com os jornalistas foi enaltecido que as investigações sobre as causas deste colapso seguem pelos próximos 30 dias úteis, podendo ser prorrogado por período igual. Até o início da noite de ontem todos os estudos indicavam o vazamento de gás como fator principal da explosão, seguida de colapso da estrutura residencial. 
Ainda sobre a tragédia no último dia do ano de 2023, foi constatado que nenhuma residência vizinha foi impactada com o colapso, e, consequentemente, não correm risco de desabamento. Uma nova coletiva de imprensa pode ser realizada assim que os peritos concluírem as análises; estes dados serão inicialmente apresentados ao Comando Geral do CBM e à Secretaria de Estado da Segurança Pública. A divulgação oficial para a sociedade deve acontecer novamente na sede do Corpo de Bombeiros, no centro de Aracaju.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade