Sexta, 01 De Março De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

MPE e FSF discutem confronto entre torcidas


Avatar

Publicado em 07 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O presidente da FSF, Milton Dantas, se reuniu com membros do Ministério Público de Sergipe (MP-SE) (Divulgação)

O presidente de Federação Sergipana de Futebol (FSF), Milton Dantas se reuniu na manhã desta terça-feira (06) para discutir e adotar providencias, sobre as cenas de violência foram registradas no último domingo antes do clássico entre Sergipe e Confiança no entorno da Arena Batistão.
Segundo Milton Dantas, presidente da FSF, por mais que se tome as medidas de precaução, será preciso repensar os planos de segurança e adotar medidas punitivas, para quem praticar atos de violência.
– A Federação Sergipana de Futebol veio aqui se colocar à disposição do Ministério Público, para tomar e adotar as medidas cabíveis no sentido de banir de uma vez por todas, os maus torcedores desse ambiente esportivo, para que atos de selvageria, como aqueles que ocorreram no último domingo não aconteçam mais. Precisamos repensar alguns pontos do plano de segurança, daquilo que foi estabelecido pela Polícia Militar do Estado de Sergipe, que é uma grande parceira também, já olhando para próximos eventos esportivos com dimensão semelhante – frisou Milton Dantas.
O procurador-geral de Justiça, Manoel Cabral Machado Neto, informou que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) também atuará para combater a violência nos estádios.
– Estádio é um lugar de família, de diversão e alegria. Essas pessoas que vão para criar baderna, promover o vandalismo e agressões bárbaras, como vistas no domingo, precisam ficar afastadas dos estádios e do convívio social. O Ministério Público de Sergipe já se fazia presente nesse combate à violência nos estádios, com o trabalho de uma comissão específica, e agora nós vamos renovar essa atuação, com a coordenação do Procurador de Justiça Deijaniro Jonas Filho e a participação do Gaeco, monitorando e contribuindo para buscar soluções pela paz nas praças esportivas. O Ministério Público estará sempre ao lado dessa luta – explicou.
 
Como foi – Pelo menos seis homens ficaram feridos após serem espancados e esfaqueados durante brigas envolvendo torcidas organizadas, na tarde do último domingo, na Grande Aracaju. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que as vítimas foram levadas para o Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves (Huse), na capital. De acordo com a Polícia Militar, quatro pessoas foram detidas.
Segundo informações da Polícia Militar, dois homens foram espancados e feridos com golpes de faca, no Terminal do Distrito Industrial (DIA) de Aracaju. Eles foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Outros registros de confusão envolvendo integrantes de torcidas foram feitos na região no Conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro.
A Polícia Militar informou que fez a escolta dos integrantes das torcidas Jovem e Trovão Azul, que se concentraram na Rua Lagarto, no centro da capital, onde a situação ficou controlada.
Em nota, o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, repudiou os atos de violência registrados antes do jogo. Confira na íntegra:
“O esporte não tolera violência! É preciso dar um basta neste comportamento que mancha nosso esporte e de medidas mais efetivas, contra quem usa o futebol para praticar crimes. Futebol é lugar pra família. A confusão envolvendo torcida organizada em nosso estado, enfraquece nosso cenário esportivo. Que os envolvidos sejam punidos com total rigor da lei”.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE