Terça, 21 De Maio De 2024
       
**PUBLICIDADE


Alemães ainda confiam


Avatar

Publicado em 23 de novembro de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Fotos / Jorge Henrique

Mesmo com a derrota na estreia, parte dos torcedores alemães ainda estão confiantes na classificação para as oitavas de final. O otimismo, talvez, tente esconde o medo de se repetir o que ocorreu em Rússia-2018, quando pararam na primeira fase. Isso era tão improvável que a última vez tinha ocorrido somente no Mundial de 1938. Ainda faltam dois jogos: Espanha e Costa Rica. Se o pior acontecer seria a “maldição do 7 a 1”? 

Batata “Asano” da Alemanha

O autor do gol da vitória japonesa diante dos alemães, Takuma Asano,  curiosamente joga no Bochum da Alemanha, penúltimo colocado da Budesliga. Asano até o início do mês estava lesionado desde setembro e voltou a jogar semana passada. Aliás, o último gol marcado tinha sido há quase 4 meses.

Voz calada antes e depois

Se depois do jogo a torcida alemã ficou sem palavras por conta da derrota para o Japão, antes do apito inicial também, visto que a Fifa proibiu o capitão Manuel Neuer usar a braçadeira OneLove, que promove a tolerância, a diversidade e os direitos LGBTQ+. “Negar-nos a braçadeira é o mesmo que nos negar uma voz. Nós atendemos à nossa posição.”, disse a Federação Alemã de Futebol.

 Projeto resgata memória e conta importantes das Copas do Mundo

 

Fotos / Jorge Henrique

Foi lançado no Youtube o canal Cabide Retrô do Futebol, um projeto que tem como principal objetivo resgatar memórias incríveis do mundo do futebol e contar como camisas inesquecíveis permitem o torcedor voltar no tempo. 

Segundo Lucas Rosário, idealizador do projeto, o objetivo é muito claro: conquistar o torcedor pelo apego à memória. “Eu sou um nostálgico por natureza e o futebol é uma ferramenta importante para unir as pessoas em objetivos comuns e permite fazer uma viagem no tempo”.

O canal está disponível no Youtube – Cabide Retrô do Futebol – e nas demais redes com o @retrocabide, também com curiosidades e publicações diárias sobre o Mundial. 

Tempo-extra recorde 

Fotos / Jorge Henrique

Tem percebido que nesta Copa, os árbitros estão dando muito tempo nos acréscimos dos tempos? 

De acordo com a Opta, o tempo médio de jogo nas primeiras seis partidas deste Mundial foi de 106min 12s, em comparação com 97min 12s em 2018.

A razão se deve a uma nova diretiva para garantir que todo o “tempo perdido não natural” seja adicionado no final de cada metade. 

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE