Domingo, 23 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Blitz educativa marca quatro anos da Lei Seca


Publicado em 21 de junho de 2012
Por Jornal Do Dia


Milton Alves Júnior

Em alusão aos quatro anos de implantação da Lei 1.1705/2008, mais conhecida nacionalmente como Lei Seca, a Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran), em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE), realizou durante toda a manhã de ontem, na Avenida Beira Mar, em Aracaju, uma blitz educativa com o intuito de chamar a atenção dos motoristas para a importância da fiscalização na redução dos acidentes de trânsito.
Os órgãos de fiscalização tentam evitar que esse ano a estatística mostre uma situação mais negativa. Conforme dados apresentados pela Polícia Militar de Sergipe, no ano passado foram registrados 7.451 autos de infração, sendo 782 CNH’s recolhidas e 1.693 veículos removidos.
Só nos seis primeiros meses de 2012, a PM já contabiliza 4.815 autos de infração, 576 CNH’s recolhidas e 1.131 veículos removidos. De acordo com o Comandante da CPTran, Fábio Machado, atividades educativas dessa natureza contribuem para evitar sinistros após condutores consumirem bebidas alcoólicas.
"Antes de punirmos os motoristas que ainda insistem em descumprir a lei, nós realizamos diversas atividades preventivas. Estamos fazendo a nossa parte, mas caso o cidadão seja flagrado no teste do bafômetro, a legislação será rigidamente respeitada, e adotada", garantiu o comandante.
A blitz contou com 20 policiais militares, entre oficiais e praças,  quel realizaram um diálogo com os motoristas e entregaram panfletos educativos, folders e adesivos em prol da Lei Seca.
Esses tipo de ação se torna mais frequente nas vésperas de grandes eventos como Pré-Caju, Odonto Fantasy, e claro, o Forró Caju. Além das blitz, mega operações também são promovidas em pontos diferentes no Estado. Ainda de acordo com Capitão Fábio Machado, infelizmente apenas o diálogo não é suficiente para evitar imprudências no trânsito. "Já foi comprovado que a maioria dos brasileiros só sente a necessidade de respeitar a lei após sofre no bolso. Se for beber, escolha o anjo da noite para caso o veículo seja abordado por nossos agentes, não tenham que passar por uma série de penalidades", orientou.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade