Quinta, 26 De Maio De 2022
**PUBLICIDADE


O artista a ver navios


Avatar

Publicado em 04 de fevereiro de 2021
Por Jornal Do Dia


A mulher certa para gerir a Cultura Serigy, segundo Belivaldo Chagas

 

Rian Santos
riansantos@jornaldodiase.com.br
A Fundação de Cultu
ra e Arte Aperipê 
emitiu nota (ver nesta página), na qual confirma o receio de grande parte dos artistas contemplados em edital financiado pela Lei Aldir Blanc: Quem não recebeu os recursos do governo federal até agora pode tirar o cavalinho da chuva. Vai ficar com as mãos abanando, bolsos virados pelo avesso, o calote atravessado na garganta feito a espinha de um peixe, abandonado em plena pandemia, a ver navios.
Todo mundo já sabia. A nota da Funcap, informando que pendências burocráticas impediriam o pagamento devido, foi antecipada por uma declaração escandalosa. Segundo Conceição Vieira, presidente da Fundação, os artistas no prejuízo podem ser os mais competentes em matéria intangível, para desfraldar bandeiras contra os males do mundo e esgarçar o tecido puído da alma na construção de rimas que oscilam entre os extremos do amor e da dor. Do ponto de vista legal, no entanto, ao lidar com exigências práticas, seriam desorganizados, incapazes de lidar com prazos e documentos, um fracasso retumbante.
Em verdade, Conceição Vieira – esta página alerta desde a sua nomeação – pouco sabe da arte e dos artistas em atividade na aldeia, partilha do juízo rasteiro elaborado pelo homem médio, o acervo estúpido do senso comum. Nada mais natural, portanto, do que ela acreditar piamente na caricatura do gênio com a cabeça nas nuvens, incapaz de contar os próprios trocados e conferir o troco do pão. 
Por ironia da vida, neste caso em particular, a incompetência tem o carimbo da Funcap. O edital em questão não poderia ser mais claro. Cabe à Funcap: 10.4 – Solicitar, caso necessário, complementação de documentação dos (as) proponentes selecionados (as). Pelo tom empregado, o leitor já percebeu, trata-se de uma reprodução literal.
Por fim, convém mencionar: Conceição Vieira não assumiu a Funcap por indicação de qualquer aliado. A sua nomeação foi uma escolha individual do próprio Belivaldo Chagas, o governador em pessoa.

Rian Santos

A Fundação de Cultu ra e Arte Aperipê  emitiu nota (ver nesta página), na qual confirma o receio de grande parte dos artistas contemplados em edital financiado pela Lei Aldir Blanc: Quem não recebeu os recursos do governo federal até agora pode tirar o cavalinho da chuva. Vai ficar com as mãos abanando, bolsos virados pelo avesso, o calote atravessado na garganta feito a espinha de um peixe, abandonado em plena pandemia, a ver navios.
Todo mundo já sabia. A nota da Funcap, informando que pendências burocráticas impediriam o pagamento devido, foi antecipada por uma declaração escandalosa. Segundo Conceição Vieira, presidente da Fundação, os artistas no prejuízo podem ser os mais competentes em matéria intangível, para desfraldar bandeiras contra os males do mundo e esgarçar o tecido puído da alma na construção de rimas que oscilam entre os extremos do amor e da dor. Do ponto de vista legal, no entanto, ao lidar com exigências práticas, seriam desorganizados, incapazes de lidar com prazos e documentos, um fracasso retumbante.
Em verdade, Conceição Vieira – esta página alerta desde a sua nomeação – pouco sabe da arte e dos artistas em atividade na aldeia, partilha do juízo rasteiro elaborado pelo homem médio, o acervo estúpido do senso comum. Nada mais natural, portanto, do que ela acreditar piamente na caricatura do gênio com a cabeça nas nuvens, incapaz de contar os próprios trocados e conferir o troco do pão. 
Por ironia da vida, neste caso em particular, a incompetência tem o carimbo da Funcap. O edital em questão não poderia ser mais claro. Cabe à Funcap: 10.4 – Solicitar, caso necessário, complementação de documentação dos (as) proponentes selecionados (as). Pelo tom empregado, o leitor já percebeu, trata-se de uma reprodução literal.
Por fim, convém mencionar: Conceição Vieira não assumiu a Funcap por indicação de qualquer aliado. A sua nomeação foi uma escolha individual do próprio Belivaldo Chagas, o governador em pessoa.

 

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE