Terça, 16 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE


Balança comercial do agronegócio brasileiro


Avatar

Publicado em 19 de fevereiro de 2022
Por Jornal Do Dia Se


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, divulgou recentemente, as estatísticas do Balança Comercial do Agronegócio brasileiro. De acordo com o Ministério, as exportações do agronegócio atingiram US$ 8,82 bilhões em janeiro de 2022, valor recorde para os meses de janeiro, o que significou incremento de 57,5% em relação aos US$ 5,60 bilhões exportados em janeiro de 2021. Na visão do Ministério da Agricultura, esse forte crescimento do valor exportado foi influenciado tanto pela expansão dos preços médios de exportação, que subiram 19,0% na comparação com janeiro de 2021, quanto em função do aumento do volume exportado, que cresceu 32,3%. Significa que começamos bem o ano de 2022, reforçando a posição estratégica do Brasil de um dos principais fornecedores de alimentos do mundo. Além disso, referida elevação faz com que a participação do agronegócio nas exportações brasileiras tenha crescido de 37,5%, em janeiro de 2021, para 44,9% em janeiro de 2022.

Esta posição do Brasil, em minha opinião, será reforçada com a inauguração que a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) fez no dia 13/02/2022 de um escritório de negócios em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A CNA entende que o foco da nova estrutura é dar suporte aos produtores e empreendedores rurais em ações de promoção, inteligência comercial e aproximação com parceiros estratégicos da região para ampliar e diversificar a pauta de exportações do agro brasileiro.
Adicionalmente, cabe registrar outra ação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que é o Programa Aterrissagem China que em 2021, selecionou 15 empresas brasileiras que estão próximas de realizarem as suas primeiras exportações para o país asiático. Segundo a CNA, este avanço é resultado das ações de capacitação e promoção comercial promovidas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Apex Brasil dentro do projeto Agro.BR.
A CNA informa que este projeto foi lançado em 2020 para inserir pequenos e médios produtores rurais no comércio internacional. E no contexto do dentro do Agro.BR, o Aterrissagem China, – lançado no ano passado em parceria com a Apex-Brasil e o escritório da Invest SP de Xangai – é uma estratégia inovadora que tem como objetivo preparar e acompanhar pequenas e médias empresas brasileiras para levar seus produtos diretamente ao consumidor chinês.

Como fator impulsionador do crescimento das exportações brasileiras do agronegócio, destaco os avanços nas negociações sobre agricultura que ocorrem na Organização Mundial do Comércio (OMC). Segundo a entidade, os negociadores da OMC começaram o novo ano tentando encontrar um caminho para as negociações sobre agricultura, após o adiamento da 12ª Conferência Ministerial (MC12) no final do ano passado. Em reunião realizada em 24 de janeiro, a Presidente do Grupo de Negociação sobre Agricultura, Embaixadora Gloria Abraham Peralta (Costa Rica), enfatizou a necessidade de manter o bom andamento das negociações e aproveitar o tempo adicional ganho anteriormente na próxima reunião de Ministros.
Registre-se que nestas questões das negociações agrícolas internacionais é importante manter a atenção com relação às medidas sanitárias e fitossanitárias, pois elas em alguns momentos transformam-se em barreiras, porém é algo necessário para que o mundo possa ter a garantia de que alimentos seguros sejam fornecidos aos consumidores nos diversos países do mundo. Neste quesito o Brasil tem sido bastante atuante no sentido de garantir que a aplicação de normas rígidas de saúde e segurança e, tem sido diligente em cumprir o acordo da OMC sobre a aplicação de medidas relacionadas à segurança alimentar, saúde animal e proteção de plantas.

A evolução das exportações brasileiras no agronegócio também teve um impacto da evolução dos índices de preços dos alimentos, conforme informado pelo Ministério da Agricultura. Nesta linha, observou-se que os preços dos alimentos seguem a tendência de alta observada em 2021. Dados fornecidos pelo Ministério da Agricultura, a partir do indicador de preços de commodities do Banco Mundial, apontam que houve elevação de 5,2% em janeiro de 2022 comparado a dezembro de 2021, com o índice em 130,64 pontos.
Conforme divulgado pelo Ministério da Agricultura, os cinco principais setores exportadores do agronegócio brasileiro foram: complexo soja (24,1% de participação nas exportações totais); carnes (18,2%); produtos florestais (14,3%); cereais, farinhas e preparações (10,6%); e café (8,2%). Estes setores foram responsáveis por 75,2% do valor total exportado em janeiro de 2022. Complementarmente, o Ministério da Agricultura apontou que em janeiro de 2021, esses cinco setores responderam por 63,2% das exportações totais do agronegócio, números que demonstram um aumento da concentração das vendas externas.
Estes informes demonstram que o Brasil é um dos principais atores mundiais na arena geopolítica do agronegócio.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE