**PUBLICIDADE


Dia do Geógrafo


Avatar

Publicado em 28 de maio de 2022
Por Jornal Do Dia Se


No dia 29 de maio comemoramos o dia do geógrafo e, de acordo com informações da Biblioteca Nacional, a data foi instituída em 29 de maio de 1936, por ocasião da criação do Instituto Nacional de Estatística – atual Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dessa forma, para homenagear referidos profissionais abordarei neste breve ensaio, algumas informações e dados da referida profissão.
A Lei nº 6664/79 é quem disciplina a profissão do geógrafo. A competência de atuação do Geógrafo, está definida no Art. 3º da referida lei e são as seguintes:
I – reconhecimentos, levantamentos, estudos e pesquisas de caráter físico-geográfico, biogeográfico, antropogeográfico e geoeconômico e as realizadas nos campos gerais e especiais da Geografia, que se fizerem necessárias: a) na delimitação e caracterização de regiões e sub-regiões geográficas naturais e zonas geoeconômicas, para fins de planejamento e organização físico-espacial; b) no equacionamento e solução, em escala nacional, regional ou local, de problemas atinentes aos recursos naturais do País; c) na interpretação das condições hidrológicas das bacias fluviais; d) no zoneamento geohumano, com vistas aos planejamentos geral e regional; e) na pesquisa de mercado e intercâmbio comercial em escala regional e inter-regional; f) na caracterização ecológica e etológica da paisagem geográfica e problemas conexos; g) na política de povoamento, migração interna, imigração e colonização de regiões novas ou de revalorização de regiões de velho povoamento; h) no estudo físico-cultural dos setores geoconômicos destinado ao planejamento da produção; i) na estruturação ou reestruturação dos sistemas de circulação; j) no estudo e planejamento das bases físicas e geoeconôrnicas dos núcleos urbanos e rurais; l) no aproveitamento, desenvolvimento e preservação dos recursos naturais; m) no levantamento e mapeamento destinados à solução dos problemas regionais; n) na divisão administrativa da União, dos Estados, dos Territórios e dos Municípios. E também, a organização de congressos, comissões, seminários, simpósios e outros tipos de reuniões, destinados ao estudo e à divulgação da Geografia.

Quem fiscaliza o exercício da profissão de Geógrafo no Brasil é o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de cada estado.
A importância e a atuação do Geógrafo são reforçadas pelas suas entidades representativas. No Brasil, a principal representação é a Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), fundada em 17 de setembro de 1934, sendo uma entidade civil, sem fins lucrativos, que reúne geógrafos, professores, estudantes de Geografia, e pessoas de outras áreas que se alinham aos princípios da entidade, preocupados com a promoção do conhecimento científico, filosófico, ético, político e profissional da Geografia.
No âmbito internacional, a principal entidade é a União Geográfica Internacional (UGI). Trata-se de uma organização profissional internacional, não governamental, dedicada ao desenvolvimento da disciplina de Geografia. Os objetivos da UGI são principalmente promover a Geografia através da iniciação e coordenação da pesquisa geográfica e do ensino em todos os países do mundo. Seu trabalho é conduzido por meio dos instrumentos de seus Comitês Nacionais, Comissões e Forças Tarefas.
No âmbito internacional também cabe um destaque para a Associação Americana de Geógrafos que reúne membros da comunidade geográfica global, fornecendo a estudantes, educadores e aos geógrafos, recursos para o desenvolvimento de suas carreiras.

A maior premiação existente na Geografia é o Prêmio Internacional de Geografia Vautrin Lud, que foi estabelecido em 1991, ele é considerado como uma espécie de Prêmio Nobel de Geografia. Na 4ª Edição do referido prêmio, em 1994, tivemos a honra de um brasileiro ser o ganhador, foi o Geógrafo Milton Santos (1926-2001).
Em Sergipe, foi a Geografia que teve o seu primeiro Mestrado e o seu primeiro Doutorado no Estado, através da Universidade Federal de Sergipe. E o primeiro curso de um Doutorado em Sergipe iniciou em 2003 e foi em Geografia, possibilitando que no ano de 2005, pela primeira vez, um sergipano conseguisse concluir um doutoramento em seu próprio estado.
Cabe destacar que conforme apontado pelo Geógrafo Paul Claval que acabou de completar 90 anos, sendo atuante enquanto Geógrafo, sendo também ganhador do Prêmio Vautrin Lud de 1996, a geografia permite o domínio humano sobre a terra e ajuda a estruturar o espaço social.
Na evolução da ciência e na evolução do trabalho do Geógrafo destaco o crescimento das técnicas de geoprocessamento que modernizaram a análise geoespacial, isso mudou o paradigma da geografia brasileira, pois os trabalhos dos geógrafos passaram a incorporar recursos técnicos que enriqueceram e consolidaram as análises geográficas. Assim, o geógrafo passou a utilizar técnicas de geoprocessamento (processamento informatizado de dados cartográficos e associados a coordenadas), sensoriamento remoto (informações sobre a superfície terrestre utilizando sensores distantes ou remotos, comumente orbitais) e climatologia geográfica (a relação entre os processos atmosféricos e a dinâmica do espaço). Destaco que a evolução do trabalho do Geógrafo do Brasil pode ser referenciada pelas ações que são desenvolvidas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).
Ao saudar os Geógrafos pelo seu dia, quero ressaltar a importância de referido profissional, destacando ainda que Geografia é mais do que medir o comprimento dos rios, a altura das montas, as capitais dos estados e países, ela é uma disciplina que estuda as relações complexas e em desenvolvimento entre as pessoas e o planeta em que vivemos, por isso que os geógrafos vão além da mera catalogação, pois eles buscam compreender os lugares e espaços em que vivemos para que possam torná-los mais justos para vivermos. Parabéns Geógrafo pelo seu dia.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE