Terça, 16 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE


Rede de Jovens UNCTAD


Avatar

Publicado em 21 de agosto de 2021
Por Jornal Do Dia


 

Os jovens são os tomadores de deci
são de amanhã e podem desempe
nhar um papel poderoso na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, esta é visão da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).
Assim, por meio da Rede de Jovens da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), mulheres e homens com idades entre 18 e 30 podem ajudar a construir a narrativa sobre o futuro, compartilhando ideias e experiências, trabalhando com outros jovens na preparação de contribuições para as reuniões da UNCTAD sobre comércio e questões relacionadas ao desenvolvimento. A UNCTAD quer com isso ouvir a voz dos jovens em grandes eventos juvenis.
De acordo com a entidade, os jovens sozinhos representam mais de 1,5 bilhão de pessoas e é a maior população jovem registrada até hoje. Reconhecendo seu potencial, a UNCTAD acredita que os jovens podem desempenhar um papel importante na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.
A UNCTAD quer contribuir com os esforços feitos globalmente para empoderar os jovens e fazer com que a voz deles seja ouvida. Isso está acontecendo por meio de uma abordagem sustentável e colaborativa que se baseia no princípio inovador de "sobre a juventude, com a juventude".
A ideia é criar uma plataforma chamada "Rede Juvenil UNCTAD" que surgiu do primeiro Fórum Juvenil UNCTAD que aconteceu em Nairóbi, Quênia, em 2016 sob o tema geral "Moldando o Mundo que Queremos". Jovens de todo o mundo que são apaixonados por questões de comércio e desenvolvimento podem desde então se envolver com a UNCTAD, trocar opiniões e experiências, lançar campanhas e preparar contribuições sobre assuntos importantes.
Conforme informado pela entidade, dois anos após sua criação, a Rede Juvenil UNCTAD lançou os Centros de Ação Juvenil, uma iniciativa que permite que os jovens se envolvam globalmente para dar suas opiniões sobre assuntos dentro do mandato da UNCTAD. Os jovens discutem e pesquisam tópicos predefinidos e usam essas informações para informar o trabalho da UNCTAD. Os Centros de Ação Juvenil também oferecem um espaço que vai inspirar os jovens a agir localmente como divisores do jogo em suas comunidades e países. Cada um desses Centros de Ação Juvenil é liderado localmente por um coordenador de jovens.
A Rede de Jovens da UNCTAD decide sobre os tópicos a serem cobertos por seus membros. Segundo a UNCTAD, até agora, as discussões cobriram as seguintes questões: empreendedorismo social jovem, a nova economia, a economia verde, cibersegurança, blockchains, desenvolvimento de vilas inteligentes e gênero. Questões que impactam a juventude de forma incremental, como tecnologias disruptivas, um mercado de trabalho em rápida mudança e a força dos influenciadores da juventude nas mídias sociais, muitas vezes são mencionadas pelos participantes. O mesmo ocorre com o desenvolvimento de habilidades na forma de liderança, confiança, construção de marca pessoal e o direito ao fracasso.
Os encontros da Rede Juvenil da UNCTAD frequentemente acontecem na forma de fóruns, como os Fóruns da Juventude da UNCTAD, ou sessões paralelas em eventos importantes. Os jovens participam de conversas com líderes, futuristas e especialistas. Algumas das sessões mais apreciadas são as emblemáticas Horas da Juventude, onde pessoas eminentes se envolvem com os jovens para compartilhar experiências para fazer os jovens prosperar.
Outra parte importante do trabalho da Rede de Jovens da UNCTAD consiste na criação de projetos em parceria com outras organizações e parceiros das Nações Unidas. Isso inclui, por exemplo, o apoio à Estratégia da ONU para a Juventude e à Iniciativa Global sobre Empregos Decentes para Jovens.
Os jovens com menos de 30 anos representam quase um terço da população global, de acordo com o Fundo de População das Nações Unidas. O secretário-geral da ONU, António Guterres, os descreve como "campeões da sustentabilidade".
Uma boa notícia sobre o assunto para o Brasil vem do Centro de Ação Juvenil de Curitiba, parte da Rede Juvenil de agentes de mudança da UNCTAD, esta rede concentra-se em aproveitar o potencial da juventude brasileira para ajudar a acelerar a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável por meio de parcerias com o governo estadual, a sociedade civil e o setor privado.
Segundo a entidade brasileira, a agenda liderada pela ONU não é amplamente conhecida entre os jovens e outros grupos vulneráveis no Paraná, um estado no sul do Brasil. 
Antes da pandemia chegar, o grupo se concentrou em aumentar a conscientização sobre os conceitos básicos de sustentabilidade e educar os alunos para torná-los agentes de mudança em questões globais urgentes.
O objetivo da instituição brasileira é capacitar os jovens a desempenhar um papel importante na definição e abordagem dos desafios mundiais após o prazo de 2030. Este grupo educou mais de 15.000 jovens em vários tópicos por meio de visitas a universidades e workshops virtuais desde 2019.
Depois que a crise do COVID-19 causou bloqueios em todo o país e interrompeu a escolaridade no Brasil, o dirigente da entidade, Sr. Falasco e sua equipe continuaram a aumentar a conscientização por meio de transmissões ao vivo nas redes sociais e palestras online, promovendo a inovação liderada por jovens para resolver os problemas da comunidade.
Elevar as soluções da juventude para resolver problemas globais foi um dos temas principais do Fórum da Juventude ECOSOC da ONU em abril deste ano , e continua sendo o foco do Dia Internacional da Juventude de 2021 que foi marcado em 12 de agosto.
A importância de equipar os jovens com as habilidades de liderança necessárias para torná-los campeões que irão moldar o caminho para um futuro mais igual e resiliente, esta é perspectiva.
Este é um exemplo brasileiro que deve ser referencial para o país na perspectiva de que o apelo da ONU para reconstruir melhor as sociedades após a pandemia, e nesta lógica os jovens devem participar da criação de soluções inovadoras que funcionem para todos.

Os jovens são os tomadores de deci são de amanhã e podem desempe nhar um papel poderoso na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, esta é visão da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).
Assim, por meio da Rede de Jovens da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), mulheres e homens com idades entre 18 e 30 podem ajudar a construir a narrativa sobre o futuro, compartilhando ideias e experiências, trabalhando com outros jovens na preparação de contribuições para as reuniões da UNCTAD sobre comércio e questões relacionadas ao desenvolvimento. A UNCTAD quer com isso ouvir a voz dos jovens em grandes eventos juvenis.
De acordo com a entidade, os jovens sozinhos representam mais de 1,5 bilhão de pessoas e é a maior população jovem registrada até hoje. Reconhecendo seu potencial, a UNCTAD acredita que os jovens podem desempenhar um papel importante na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.
A UNCTAD quer contribuir com os esforços feitos globalmente para empoderar os jovens e fazer com que a voz deles seja ouvida. Isso está acontecendo por meio de uma abordagem sustentável e colaborativa que se baseia no princípio inovador de "sobre a juventude, com a juventude".
A ideia é criar uma plataforma chamada "Rede Juvenil UNCTAD" que surgiu do primeiro Fórum Juvenil UNCTAD que aconteceu em Nairóbi, Quênia, em 2016 sob o tema geral "Moldando o Mundo que Queremos". Jovens de todo o mundo que são apaixonados por questões de comércio e desenvolvimento podem desde então se envolver com a UNCTAD, trocar opiniões e experiências, lançar campanhas e preparar contribuições sobre assuntos importantes.
Conforme informado pela entidade, dois anos após sua criação, a Rede Juvenil UNCTAD lançou os Centros de Ação Juvenil, uma iniciativa que permite que os jovens se envolvam globalmente para dar suas opiniões sobre assuntos dentro do mandato da UNCTAD. Os jovens discutem e pesquisam tópicos predefinidos e usam essas informações para informar o trabalho da UNCTAD. Os Centros de Ação Juvenil também oferecem um espaço que vai inspirar os jovens a agir localmente como divisores do jogo em suas comunidades e países. Cada um desses Centros de Ação Juvenil é liderado localmente por um coordenador de jovens.
A Rede de Jovens da UNCTAD decide sobre os tópicos a serem cobertos por seus membros. Segundo a UNCTAD, até agora, as discussões cobriram as seguintes questões: empreendedorismo social jovem, a nova economia, a economia verde, cibersegurança, blockchains, desenvolvimento de vilas inteligentes e gênero. Questões que impactam a juventude de forma incremental, como tecnologias disruptivas, um mercado de trabalho em rápida mudança e a força dos influenciadores da juventude nas mídias sociais, muitas vezes são mencionadas pelos participantes. O mesmo ocorre com o desenvolvimento de habilidades na forma de liderança, confiança, construção de marca pessoal e o direito ao fracasso.
Os encontros da Rede Juvenil da UNCTAD frequentemente acontecem na forma de fóruns, como os Fóruns da Juventude da UNCTAD, ou sessões paralelas em eventos importantes. Os jovens participam de conversas com líderes, futuristas e especialistas. Algumas das sessões mais apreciadas são as emblemáticas Horas da Juventude, onde pessoas eminentes se envolvem com os jovens para compartilhar experiências para fazer os jovens prosperar.
Outra parte importante do trabalho da Rede de Jovens da UNCTAD consiste na criação de projetos em parceria com outras organizações e parceiros das Nações Unidas. Isso inclui, por exemplo, o apoio à Estratégia da ONU para a Juventude e à Iniciativa Global sobre Empregos Decentes para Jovens.
Os jovens com menos de 30 anos representam quase um terço da população global, de acordo com o Fundo de População das Nações Unidas. O secretário-geral da ONU, António Guterres, os descreve como "campeões da sustentabilidade".
Uma boa notícia sobre o assunto para o Brasil vem do Centro de Ação Juvenil de Curitiba, parte da Rede Juvenil de agentes de mudança da UNCTAD, esta rede concentra-se em aproveitar o potencial da juventude brasileira para ajudar a acelerar a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável por meio de parcerias com o governo estadual, a sociedade civil e o setor privado.
Segundo a entidade brasileira, a agenda liderada pela ONU não é amplamente conhecida entre os jovens e outros grupos vulneráveis no Paraná, um estado no sul do Brasil. 
Antes da pandemia chegar, o grupo se concentrou em aumentar a conscientização sobre os conceitos básicos de sustentabilidade e educar os alunos para torná-los agentes de mudança em questões globais urgentes.
O objetivo da instituição brasileira é capacitar os jovens a desempenhar um papel importante na definição e abordagem dos desafios mundiais após o prazo de 2030. Este grupo educou mais de 15.000 jovens em vários tópicos por meio de visitas a universidades e workshops virtuais desde 2019.
Depois que a crise do COVID-19 causou bloqueios em todo o país e interrompeu a escolaridade no Brasil, o dirigente da entidade, Sr. Falasco e sua equipe continuaram a aumentar a conscientização por meio de transmissões ao vivo nas redes sociais e palestras online, promovendo a inovação liderada por jovens para resolver os problemas da comunidade.
Elevar as soluções da juventude para resolver problemas globais foi um dos temas principais do Fórum da Juventude ECOSOC da ONU em abril deste ano , e continua sendo o foco do Dia Internacional da Juventude de 2021 que foi marcado em 12 de agosto.
A importância de equipar os jovens com as habilidades de liderança necessárias para torná-los campeões que irão moldar o caminho para um futuro mais igual e resiliente, esta é perspectiva.
Este é um exemplo brasileiro que deve ser referencial para o país na perspectiva de que o apelo da ONU para reconstruir melhor as sociedades após a pandemia, e nesta lógica os jovens devem participar da criação de soluções inovadoras que funcionem para todos.

 

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE