Quarta, 19 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Construção resiste bem aos efeitos da crise


Publicado em 05 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


O presidente do Sinduscon, Tarcisio Teixeira

Diferente de outros estados, onde empresários da construção civil têm demonstrado preocupação com o desaquecimento da economia, em Sergipe o setor continua investindo forte. Quem garante é o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Tarcisio Teixeira. Otimista, ele afirma que 2013 será um ano bem melhor, até porque a tendência é a crise econômica internacional arrefecer, permitindo a ampliação dos investimentos no setor.

De acordo com Tarcísio Teixeira, o principal problema enfrentado hoje pelas empresas da construção civil diz respeito à fiscalização exercida pelo Tribunal de Contas da União nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal. "O TCU contratou como fiscais engenheiros inexperientes que, precavidos em excesso, estão criando sérios gargalos. Entendo que se nada for feito, muitas obras do PAC vão sofrer paralisações, ocasionando o consequente atraso em suas conclusões", afirma Teixeira.

O presidente do Sinduscon voltou a condenar a ação de algumas empresas que participam de concorrências públicas, ganham e depois abandonam as obras pela metade. "Esse é um problema muito sério e que tem afetado duramente as pequenas e médias empresas da construção civil que trabalham corretamente", afirma. Segundo Tarcísio, os empresários corretos têm sofrido uma concorrência desleal da parte de empresas que só existem no papel para participar das concorrências com preços aviltantes. "Alguma coisa precisa ser feita para acabar com isso", reclamou.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade