Terça, 09 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Alerta de chuvas intensas é mantido


Avatar

Publicado em 21 de maio de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Defesa Civil precisou realizar uma interdição total de uma residência no Japãozinho, e a realocação em segurança dos moradores. Foto: Marcelle Cristinne

Milton Alves Júnior

Mais de 50 mm de água das chuvas foram contabilizados em Aracaju entre a noite da quinta-feira (19), e início da manhã de ontem. Conforme previsto pelo Centro de Meteorologia de Sergipe, uma frente fria se aproximou da costa sergipana e deve permanecer provocando mau tempo em Aracaju e demais municípios da região metropolitana. Meteorologistas indicam que até amanhã as pancadas de chuva e fortes rajadas de vento também estejam presentes de forma mais constante nas demais regiões do estado de Sergipe. Apesar desta intensidade inicial, a Defesa Civil do estado revelou ao JORNAL DO DIA que nenhuma ocorrência grave foi registrada.
Nas primeiras 24 horas de baixas temperaturas e picos de instabilidade climática, técnicos do Centro de Meteorologia e profissionais das defesas civis, estadual e municipal, observaram que, apesar de volumosa, as pancadas de chuvas ocorreram bem distribuídas, o que evita, por exemplo, maior prejuízo ao solo, transbordamentos de canais e alagamentos de ruas. Enquanto em Aracaju foi possível calcular uma presença mais intensa das chuvas, na cidade de Nossa Senhora do Socorro houve um registro mais intenso de trovões, relâmpagos e raios. Os sinais de alertas emitidos pela Secretaria Municipal da Defesa Social e Cidadania (Semdec), devem continuar durante este final de semana, mas já com possibilidade de se estender a partir de segunda-feira (23).
De acordo com o secretário da Defesa Social e da Cidadania, tenente-coronel Silvio Prado, é preciso que as pessoas estejam atentas às vulnerabilidades que o mau tempo pode provocar na cidade. Em caso de riscos à integridade física, o gestor pede que as pessoas acionem de imediato os órgãos da Segurança Pública.
“O acumulado está bem distribuído, mas mesmo assim desde a madrugada estamos com uma equipe monitorando canais e pontos de alagamento da cidade para que a gente possa diminuir os impactos provocados pela chuva. As equipes reforçam o monitoramento da cidade. Em caso de emergência, a população deve acionar a Defesa Civil através do serviço 199, que funciona 24h”, destacou. Por meio de nota, a Defesa Civil destacou que as principais recomendações para evitar acidentes são: manter atenção às possíveis situações de anormalidades, como inclinação de árvores e postes, rachaduras ou afundamento de piso, além de analisar com frequência se há indícios de movimentação de terra em áreas de encostas.

Balanço – Nas últimas 24h, foi registrado um volume de 58 milímetros de chuva e, ao longo desta sexta-feira, foram computadas 11 ocorrências sem gravidade, já atendidas pelas pastas competentes.
Das ocorrências, quatro dizem respeito a risco de desabamento: uma registrada no Japãozinho, onde foi preciso realizar uma interdição total da residência e realocação em segurança dos moradores, uma na Getimana, relacionada a um muro avariado, e outras duas no Jabotiana, com uma interdição parcial e um registro de infiltrações em um apartamento. Todo o processo foi feito pelos técnicos da Defesa Civil e acompanhado pela Secretaria Municipal da Assistência Social.
Outras quatro foram alagamentos em vias, no Jabotiana, Jardins, Bugio e Santa Maria, para onde foram mandadas equipes da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) para realizar a desobstrução das bocas de lobo e conseguir o escoamento da água acumulada.
Por fim, no Olaria, a administração municipal foi acionada acerca da possibilidade de desabamento de uma árvore. Assim, uma equipe da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), foi ao local garantir a supressão da espécie e evitar qualquer possibilidade de acidente.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade