Terça, 09 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Assistentes sociais da prefeitura estão negociando com moradores da área


Avatar

Publicado em 13 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Neste primeiro momento, está sendo trabalhado o trecho da primeira etapa da obra da Perimetral Oeste, que foi dividida em quatro etapas. Foto: Marcelle Cristinne

Com as obras da avenida Perimetral Oeste prestes a serem iniciadas, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Assistência Social, e da Diagonal, empresa especializada para execução do Projeto de Trabalho Social (PTS), realizaram, na manhã desta terça-feira (12), uma ampla mobilização com a finalidade de dialogar com a população residente no local onde será desenvolvida a primeira etapa da obra.
Os assistentes sociais e técnicos, tanto da Assistência Social da Prefeitura como da Diagonal estiveram em cada residência, divulgando o plantão social que está acontecendo no Instituto e Creche Menino Jesus, esclarecendo dúvidas sobre o assunto, sobre a obra, e sobre pontos como reassentamento, indenização, se o imóvel será afetado ou não, e orientando para que esses moradores procurem o escritório de atendimento à comunidade. Além disso, foi disponibilizada a realização ou atualização do Cadastro Único dessas famílias específicas.
Além de esclarecer dúvidas e dar encaminhamento aos últimos procedimentos de realocação, a Prefeitura de Aracaju oportunizou o cadastramento ou a atualização cadastral do Cadastro Único no próprio local. Tal procedimento garante inúmeros benefícios para o cidadão, como o acesso ao Auxílio Brasil, a Tarifa Social de energia elétrica, entre outras vantagens que podem corroborar neste momento de mudança, em virtude da obra. Para essa ação, a administração municipal levou o ônibus do projeto Assistência Social Presente.
Neste primeiro momento, está sendo trabalhado o trecho da primeira etapa da obra da Perimetral Oeste, que foi dividida em quatro etapas. A primeira fase contempla parte dos bairros Bugio e Soledade. As famílias que estão sendo chamadas, terão seus imóveis afetados pela construção e todas já passaram pelo processo de cadastramento socioeconômico, que foi realizado pela Secretaria Municipal da Assistência Social em 2018 e atualizado em 2020. Além da atualização cadastral, de 2018 a 2022 já foram realizadas sete reuniões de consulta com todas as pessoas que serão afetadas pela obra. Os encontros permanecem, inclusive, de forma individual, no Escritório de Atendimento à Comunidade.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade