Domingo, 14 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Chuvas e ventos fortes causam estragos e derrubam árvores


Avatar

Publicado em 26 de maio de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Fortes ventos derrubaram árvores em Aracaju.

Milton Alves Júnior

Rajadas de ventos com velocidade acima de 40km/h contribuíram para que árvores, placas publicitárias e coberturas de estacionamento em condomínios habitacionais desmoronassem nas últimas 48 horas em Aracaju e demais municípios pertencentes à região metropolitana. Técnicos da Defesa Civil municipal informaram ao JORNAL DO DIA que nenhuma pessoa ficou ferida após ser atingida por galhos de árvores e/ou estruturas metálicas.
Quando se refere a ocorrência envolvendo residências, a administração da capital sergipana revelou que na madrugada de ontem foi acionada para analisar uma casa localizada no bairro Porto Dantas, onde havia risco de desabamento de uma grade. Profissionais da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania pedem que a população multiplique as atenções.
Um levantamento realizado pelo Centro de Meteorologia de Sergipe indicou que somente entre a tarde da última terça-feira, e a noite de ontem, Aracaju contabilizou mais de 70 milímetros de água da chuva. Conforme previamente esperado para esta fase do ano, o mau tempo deve permanecer até a noite de hoje. Na tentativa de minimizar acidentes envolvendo árvores e demais vegetações de grande porte, técnicos da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), estão intensificando o monitoramento em todos os 42 bairros pertencentes à capital sergipana. No início da manhã de ontem o JD registrou uma queda de árvore ocorrida na rua Dr. Márcio Rollemberg Leite, bairro Luzia.
No final da tarde de ontem uma árvore de grande porte também caiu atrás do Condomínio Cote d’Azur, localizado na Heráclito Muniz Barreto, também no bairro Luzia. De acordo com a prefeitura de Aracaju houve queda de árvores também na Avenida General Calazans, nos bairros: Industrial, Bugio, Santos Dumont, Siqueira Campos, Coroa do Meio, Aruana, Atalaia, Santa Maria, além de registros nos conjuntos Augusto Franco, Sol Nascente e Médici. Em todos estes locais, equipes foram mobilizadas para remover os destroços espalhados em vias públicas; o trabalho operacional conta com o apoio de agentes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Fora de Aracaju, houve registro de queda de árvores nas cidades de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Itabaiana, São Domingos, Laranjeiras e Maruim.

Interior – Já na cidade de Cumbe, a Defesa Civil estadual identificou o transbordamento de uma barragem. “Desde o início deste mês estamos em constante contato com os coordenadores municipais da Defesa Civil para monitorar a situação em todos os 75 municípios do nosso estado. Apesar de intensas, porém espaças, felizmente até agora nada de muito grave foi provocada pelas chuvas ou ventos fortes. No geral das ocorrências atendidas até o momento, percebemos que envolvem quedas de árvores ou até mesmo o transbordamento de algumas barragens – a exemplo do que ocorreu na cidade de Cumbe – em virtude do grande volume de chuva”, declarou a gerente de Planejamento e Gestão de Risco do Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil (Depec), capitã Flávia Emanuela. No interior, a Defesa Civil conta também com o apoio da Polícia Militar.
Também sem registro de pessoas feridas, na cidade de Neópolis houve o colapso de parte de um muro o qual cerca o campo de futebol. Em caso de acidentes ou riscos, os órgãos de segurança pública solicitam que os sergipanos entrem em contato com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) 190. Situações de emergência podem ser informadas também pelo telefone 193.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade