Terça, 16 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE


Desconhecido, Mitidieri precisa ser apresentado ao eleitorado


Avatar

Publicado em 02 de abril de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Desconhecido, Mitidieri precisa ser apresentado ao eleitorado.

Gilvan Manoel

O marqueteiro que for contratado pelo deputado federal Fábio Mitidieri (PSD), pré-candidato a governador pelo bloco governista, terá que fazer um intenso
trabalho para construir a sua imagem pública. Ele é um político novo, desconhecido e que só tem a simpatia dos caciques políticos, por ser tido como “cumpridor de acordos”.
Mitidieri não é de tratar diretamente com o eleitor e sempre utiliza intermediários para obter grandes votações para a Câmara Federal, depois de ter perdido uma eleição para vereador de Aracaju. Milionário, é considerado um “filhinho de papai”, que nunca precisou trabalhar.
Para justificar a escolha de Mitidieri, o governador Belivaldo Chagas (PSD) costuma lembrar que em abril de 2018, quando decidiu ser candidato, tinha apenas 3% das intenções de votos e mesmo assim quase venceu no primeiro turno. A diferença é que ele disputou a eleição na condição de governador do estado, em função da renúncia de Jackson Barreto para disputar o senado.
Fábio Mitidieri vai disputar a eleição sozinho, sem uma base eleitoral sólida e com o apoio de um governador que não está nem aí para o processo eleitoral, apesar de já ter transformado as inaugurações de obras em verdadeiros comícios. Belivaldo avisou que não vai mais disputar eleições e que pretende se mudar para o sítio no Pau Leite, povoado de Simão Dias, quando deixar o governo. É uma demonstração de que a campanha não fará com que altere a linha do governo em função das eleições.
A forma como o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), que pretendia ser o candidato do grupo, foi afastado do processo continua provocando apreensão aos defensores do nome de Mitidieri. Edvaldo liderava todas as pesquisas realizadas para consumo interno e tem ampla experiência administrativa, como prefeito de Aracaju em quarto mandato e uma administração aprovada pela população.
Apesar de as convenções partidárias para a homologação de candidaturas estarem previstas para o período de 20 de julho a cinco de agosto, Mitidieri tenta forçar o prefeito a indicar logo um nome para compor a chapa como candidato a vice-governador, de preferência a sua mulher Danusa Silva, que até ontem não possuía filiação partidária – o prazo termina hoje. Sabe que Edvaldo é um político disciplinado, de grupo, mas que nesta eleição precisará de uma motivação a mais para montar palanque do candidato a governador.
Esta semana, depois de duras declarações logo após a escolha do candidato, Edvaldo disse que continuará no grupo, mas não demonstra interesse em indicar o candidato a vice-governador, e muito menos motivação para a campanha.
Na quinta-feira, Mitidieri apareceu na TV na propaganda partidária do PSD, em filmes muito bem produzidos pelo marqueteiro Carlos Cauê. Agora tenta convencer o atual secretário de Comunicação de Edvaldo a assumir a coordenação de marketing da campanha eleitoral.
Cauê não descarta essa possibilidade, mas está conversando como todo mundo. Já esteve com os senadores Rogério Carvalho (PT) e Alessandro Vieira (PSDB), e com o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), que ainda nem decidiu se será mesmo candidato a governador. Como Edvaldo não é candidato, e o grupo político montado por Marcelo Déda em 2006 foi completamente esfarelado, apesar de Belivaldo ter sido o vice-governador na época, terá liberdade para escolher com quem quer trabalhar nestas eleições.
Cauê é o mais vitorioso marqueteiro de Sergipe (Albano Franco em 1998, Déda em 2006 e 2010, Jackson Barreto em 2014 e Belivaldo em 2018, além de todas as campanhas de Edvaldo), mas caso faça a opção pela campanha de Mitidieri terá muito mais trabalho do que com qualquer outro candidato.
Em 2018, Jackson fechou os olhos para as críticas à sua gestão como governador feitas pela campanha de Belivaldo, que em muitos momentos se apresentava como oposição muito mais contundente do que os próprios adversários. A campanha de Mitidieri terá que fazer a defesa intransigente da administração estadual, que passou quatro anos massacrando os servidores públicos e privando a sociedade de serviços essenciais.
Além, é claro, de ter que apresentar o candidato ao eleitorado. Quem é Fábio Mitidieri?

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE