Sábado, 06 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Empresa põe equipamento em vassoura para controlar utilização


Avatar

Publicado em 09 de junho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


RESPONSÁVEL PELA LIMPEZA DE PARTE DE ARACAJU, BTS ESTÁ SENDO MULTADA PELA EMSURB.

Milton Alves Júnior

A Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), informou ao JORNAL DO DIA que de forma periódica busca dialogar com as empresas prestadoras de serviços sobre a regularidade das ações funcionais previstas em contrato. O JD buscou a direção geral do órgão público municipal depois que funcionários da empresa BTS – contratada por meio de licitação para operacionalizar o serviço de limpeza pública na capital sergipana -, denunciaram que a classe trabalhadora está sendo monitorada por ‘tornozeleiras eletrônicas’, fixadas nos instrumentos de trabalho dos agentes de limpeza, a exemplo de vassouras. Os profissionais alegaram ainda que há descaso quanto ao fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).
Na denúncia encaminhada aos veículos oficiais de impressa, o Sindicato dos Trabalhadores da Limpeza Pública e Comercial de Sergipe (Sindelimp) revelou que entre os principais problemas está a não renovação de fardamento – bonés, luvas e vestuário -, indisponibilidade de cremes destinados à proteção da pele, calçados e não fornecimento de água potável. Anderson Vidal, atual presidente do Sindelimp, reconheceu que o problema é protagonizado pela empresa prestadora do serviço, mas enalteceu a importância da Emsurb como mediadora dos conflitos. Conforme destacado pelo sindicato, ao longo dos últimos meses a entidade tem buscado dialogar de forma constante com os diretores da BTS, mas sem conquistar êxito no pleito.
“A situação dos funcionários da empresa BTS é de tristeza. Hoje não são asseguradas sequer as mínimas condições de trabalho para esses profissionais que prestam um serviço fundamental para a cidade, e para piorar, ainda o obrigam a fazer uso de tornozeleiras eletrônicas durante a atividade profissional. Vamos acionar o Poder Judiciário para que isso seja banido”, declarou Anderson Vidal. Durante o final da manhã, e toda a tarde de ontem, o JORNAL DO DIA buscou conversar com representantes da empresa citada, mas não obteve resposta. O JD segue à disposição da BTS para apresentar – se houver e interessar -, os respectivos contrapontos.

Esclarecimento – No final da tarde de ontem a prefeitura de Aracaju encaminhou ao JORNAL DO DIA a seguinte nota: “A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) informa que estipulou um prazo para que BTS adote as providências necessárias para garantir o devido fornecimento de ferramentas, equipamentos de proteção individual – EPIs e fardamentos a todos os funcionários que atuam na prestação de serviços ao Município. Paralelamente, a empresa municipal adotou uma postura mais rigorosa ante a BTS, o que gerou, inclusive, descontos na medição dos serviços prestados pela terceirizada. Além disso, exigiu que todas as atividades sejam executadas apenas por trabalhadores em situação regular, perante as normas de segurança e seguindo o que a Emsurb estipulou no termo de referência do projeto básico do serviço.
A fiscalização da Emsurb está circulando nos locais de trabalho das equipes para observar se os casos foram sanados. Hoje a empresa foi notificada e outro prazo foi concedido para que a BTS apresente durante vistoria todos os equipamentos necessários e de forma satisfatória. Quanto ao monitoramento em fase experimental dos serviços de limpeza pública, a Emsurb explica que iniciou estudos que visam a oferecer à população um mapeamento dos pontos de atuação das equipes que gerencia, a partir de uma ferramenta que utiliza a tecnologia de captura de dados espaciais. O projeto piloto, executado em caráter experimental no final do mês de maio, envolveu somente alguns caminhões coletores e equipamentos utilizados por agentes de limpeza numa região específica da cidade”.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade