Terça, 09 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Localizada 1 tonelada de maconha em local onde ladrão de gado morreu


Avatar

Publicado em 19 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Polícia Militar baiana acharam as drogas na sexta e no sábado, durante uma revista mais detalhada pela fazenda onde o foragido foi morto. “Os policiais da Bahia realizaram um pente fino na propriedade e, com o auxílio de cães farejadores, encontraram uma tonelada de maconha.

Gabriel Damásio

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou ontem à apreensão de mais de 1 tonelada de drogas que, de acordo com investigações, pertenceriam ao foragido Genivaldo Alves dos Santos, o “Barrão”, que era o mais procurado pela polícia sergipana e foi morto no último dia 14, durante uma operação policial realizada em Vitória da Conquista (BA). A carga foi achada no último fim de semana, durante escavações que eram realizadas na fazenda onde o sergipano estava escondido. Ao todo, foram encontradas 1 tonelada de maconha e 21 quilos de pasta-base de cocaína.
“Barrão” era procurado desde 2014, quando fugiu do Complexo Penitenciário Antônio Jacinto Filho (Compajaf), em Aracaju, e respondia por vários crimes de homicídio e abigeato (roubo e furto de gado), cometidos nas regiões sertanejas de Sergipe e da Bahia. Ele foi localizado por policiais sergipanos e baianos após ter seu nome divulgado pela SSP como o primeiro da lista dos 10 criminosos mais procurados de Sergipe. Durante a operação, Genivaldo atirou contra os agentes usando uma escopeta e acabou morto.
Segundo o delegado Hilton Duarte, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), as equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), e de duas unidades da Polícia Militar baiana acharam as drogas na sexta e no sábado, durante uma revista mais detalhada pela fazenda onde o foragido foi morto. “Os policiais da Bahia realizaram um pente fino na propriedade e, com o auxílio de cães farejadores, encontraram uma tonelada de maconha. No dia seguinte, com auxílio de retroescavadeira, seis caixas d’água foram encontradas com 21 quilos de pasta base de cocaína de alto valor financeiro”, detalhou.
Ainda de acordo com o delegado, o Cope e o Draco vão continuar investigando a procedência da droga e como ela foi parar naquele local. O objetivo é identificar quem são os responsáveis pela droga, para que estes sejam responsabilizados pelo crime de tráfico de drogas. Hilton suspeita ainda que a pasta-base de cocaína apreendida na fazenda seria misturada a outras substâncias e revendida a viciados ou a outros traficantes da região.
Genivaldo Alves era considerado de alta periculosidade, levando em consideração a extensa ficha criminal e pela extrema violência que utilizava em suas investidas criminosas. Contra ele, pesavam dois mandados de prisão preventiva, expedidos respectivamente pelos Judiciários da Bahia e de Sergipe. As investigações para capturá-lo duraram cerca de seis meses, sendo conduzidas pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), com o auxílio da Delegacia de Polícia Civil de Frei Paulo e da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol).

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade