Quarta, 17 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Moradores do Guarujá fazem protesto por pavimentação


Avatar

Publicado em 26 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Na tentativa de minimizar o transtorno provocado, agentes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar foram encaminhados para o local. Foto: Reprodução/TV Sergipe

Milton Alves Júnior

Dezenas de moradores do loteamento Guajará, em Nossa Senhora do Socorro, voltaram a ocupar no início da manhã de ontem parte da rodovia BR 101. Bloqueando o fluxo de veículos em ambos os sentidos, os moradores decidiram promover o ato na esperança que órgãos públicos estaduais e federais atendam aos pleitos das famílias. De acordo com os manifestantes, há mais de cinco anos a comunidade vem buscando melhorias no saneamento básico e infraestrutura nas ruas do loteamento. Na tentativa de minimizar o transtorno provocado, agentes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar foram encaminhados para o local. Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), também foi encaminhada para conter as barreiras de fogo montadas pelos manifestantes.
O impacto provocado pelos moradores busca também comover os órgãos de fiscalização; entre eles, o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPE), e Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE). Ao JORNAL DO DIA, a moradora Érica Silva lamentou que, apesar dos sucessivos pedidos, bem como denúncias apresentadas a vereadores e prefeito de Nossa Senhora do Socorro, apenas medidas apontadas como paliativas foram realizadas. Neste período de instabilidade climática, diante das constantes pancadas de chuvas as reformas envolvendo pavimentação de ruas e avenidas, por exemplo, acabam retornando ao cenário anteriormente vivenciado. A contribuinte destaca também que ações publicitárias não correspondem com a verdade vivenciada pelas famílias.
“Nas redes sociais e nas propagandas que passam na televisão dão a entender que a gente está vivendo em um local lindo; nas mil maravilhas. Mas para vocês verem que nada daquilo é verdadeiro, basta a gente dar uma volta aqui no loteamento que vocês vão ver a realidade. Decidimos fazer essa manifestação para ver se algum gestor pensa na gente e resolve esses problemas em definitivo. Não adianta chegar aqui e botar um asfalto ou pedras em cima da lama e depois com a primeira chuva esculhambar tudo. Queremos medidas de verdade, e não esse serviço que só serve parar gravar propagada e depois voltar ao que era antes”, protestou.
Contraponto – De acordo com a prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, a mobilização protagonizada pelos moradores é legítima, bem como se coloca à disposição da população para dar seguimento às conversas envolvendo o conjunto de reivindicações. No que se refere à realização de obras no loteamento Guajará, a administração municipal alegou que ao longo dos últimos anos vem realizando obras paliativas e preventivas – a exemplo da melhoria de estradas -, mas reconhece que enfrenta sucessivas dificuldades por conta das chuvas. No que se refere à continuidade das obras, foi informado que a empresa que prestava serviço de obras na região perdeu a licitação. Por este motivo as obras precisaram ser paralisadas.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade