Sábado, 06 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

PF apura furto de 48 notebooks do TRT/SE; terceirizados são suspeitos


Avatar

Publicado em 06 de agosto de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Técnicos de uma empresa terceirizada – responsável por operacionalizar os serviços de informática junto à Corte do Trabalho – são apontados como principais suspeitos de subtrair os equipamentos.

Milton Alves Júnior

Uma operação conduzida pela Superintendência Regional da Polícia Federal cumpriu no início da manhã de ontem quatro mandados de busca e apreensão contra furtos de notebooks do Tribunal Regional do Trabalho de Sergipe (TRT/SE), em Aracaju. A operação ocorreu depois que gestores do TRT buscaram o setor de inteligência da corporação federal para revelar que 48 computadores, do tipo notebook, haviam desaparecido.
Técnicos de uma empresa terceirizada – responsável por operacionalizar os serviços de informática junto à Corte do Trabalho – são apontados como principais suspeitos de subtrair os equipamentos. No decorrer das investigações a polícia identificou que alguns desses computadores foram postos à venda em sites destinados ao comércio de aparelhos seminovos. Dois funcionários foram afastados temporariamente das atividades.
Denominada de ‘Operação Antivírus’, o trabalho de apuração foi integralmente realizado por peritos da Polícia Federal, sem quaisquer intervenção ou participação paralela de servidores do órgão. Apesar de as análises deste caso continuarem em curso, a Superintendência Regional da Polícia Federal revelou que não havia sido identificado quaisquer indícios envolvendo a participação de profissionais de carreira do TRT. Ou seja, o inquérito em estudo observou que o movimento criminoso supostamente era operacionalizado por um grupo reduzido de trabalhadores terceirizados. Apesar de não revelar o quantitativo, o próprio Tribunal Regional do Trabalho informou que parte dos equipamentos desviados foram recapturados e já estão novamente em posse do órgão.
No final da manhã de ontem a gestão do TRT Sergipe voltou a agradecer a intervenção promovida pela Polícia Federal a fim de identificar o paradeiro dos computadores, bem como os responsáveis pelo desvio, e revelou também que no decorrer do cumprimento dos mandados de busca e apreensão, foram apreendidos um notebook e equipamentos periféricos de informática.
Mesmo que o trabalho de investigação esteja aparentemente caminhando para a elucidação, a Superintendência da Polícia Federal pede que, caso alguém possua informações sigilosas, capaz de gerar desdobramentos deste caso, que denunciem mesmo que de forma anônima.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade