Terça, 09 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Trecho da BR-101 entregue por Bolsonaro desaba em Muribeca


Avatar

Publicado em 07 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Neste trabalho de prevenção de acidentes, o DNIT segue contando com o apoio de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF); como medida de impulsionar as medidas preventivas, placas indicando irregularidades da via expressa.

Milton Alves Júnior

Menos de dois meses após o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro ter desembarcado no Aeroporto Santa Maria, em Aracaju, para inaugurar a duplicação de um trecho da BR-101, cerca de 300 metros deste mesmo trecho desmoronaram nas últimas 48 horas. Conforme analisado por técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o colapso ocorreu em virtude das chuvas moderadas que atingem o município sergipano de Muribeca desde o último final de semana.
Na manhã de ontem peritos estiveram no local para interditar a área que permanece por tempo indeterminado em meia pista. Segundo o DNIT, uma empresa especializada no reparo destes danos foi contratada e deve iniciar os respectivos trabalhos nos próximos dias.
Enquanto os profissionais envolvidos na ação de recuperação da pista seguem aguardando para que as condições climáticas se tornarem mais favoráveis, visando o início emergencial dos trabalhos de reconstrução do aterro, o próprio DNIT orienta os motoristas e motociclistas para redobrar as atenções quando estiverem transitando pelo espaço.
Neste trabalho de prevenção de acidentes, o DNIT segue contando com o apoio de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF); como medida de impulsionar as medidas preventivas, placas indicando irregularidades da via expressa. Em virtude do tempo instável – comum nesta época do ano -, não há previsão de quando o serviço de reparo integral da pista deve ser concluído, bem como quando estará pronta para normalizar o fluxo de veículos.
No momento da inauguração, o governo Federal, através do Ministério da Infraestrutura enalteceu que a inauguração de 40 quilômetros de duplicação da BR-101, em Sergipe, representava um pleito antigo dos moradores, bem como um esforço administrativo para acolher o pleito, sobretudo, dos motoristas, motociclistas e condutores de caminhões e ônibus. “Com um investimento de R$ 203,8 milhões, o corredor logístico da região Nordeste vai oferecer mais segurança e conforto a 120 mil pessoas que moram na região, além de fomentar a economia e turismo regional”, havia enaltecido a pasta. Desta vez, até o início da noite de ontem o governo Federal não informou quanto deve custar o serviço de reparo.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade