Segunda, 29 De Novembro De 2021
**PUBLICIDADE


Estudo mostra que pandemia intensificou uso das tecnologias digitais


Publicado em 25 de novembro de 2021
Por Jornal Do Dia


Desigualdades de inclusão digital foram acentuadas durante a pandemia

A pandemia de covid-19, declarada pela Organização Mundial da Saúde em março de 2020, intensificou o uso de tecnologias digitais no Brasil, passando de 71% dos domicílios com acesso à internet em 2019 para 83% no ano passado, o que corresponde a 61,8 milhões de domicílios com algum tipo de conexão à rede.

Os dados são da Pesquisa sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nos domicílios brasileiros (TIC Domicílios) 2020, divulgada ontem (25) pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), órgão do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br).

O coordenador do CGI.br, Márcio Migon, explica que a internet e os dispositivos móveis passaram a desempenhar papel central durante a pandemia, possibilitando a continuidade de atividades empresariais com o home office, do comércio com as vendas online, prestação de serviços públicos, atividades educacionais com o ensino remoto e de saúde com as teleconsultas. Porém, ele destaca que as desigualdades sociais foram agravadas pelas diferenças no acesso à tecnologia.

“As presentes publicações apresentam um cenário atualizado da adoção da internet no Brasil durante a pandemia de covid-19 e oferece um diagnóstico detalhado dos desafios para o avanço da inclusão digital. Ao mesmo tempo, a vida digital permitiu muitas possibilidades, inclusive abrindo fronteiras para uma parcela da sociedade, por um lado. Por outro lado, a diferenças e as dificuldades de acesso se mostraram ainda mais graves, agravando as fraturas sociais e as desigualdades. É preciso diagnóstico para que possamos implementar políticas públicas que venham ao encontro de reduzir essas diferenças”.

De acordo com o diretor-presidente do NIC.br, Demi Getschko, o núcleo detectou o grande aumento de tráfego na rede, levando São Paulo ao primeiro lugar no mundo.

“Nós passamos pela pandemia com um grande aumento de tráfego, principalmente nos pontos de troca de tráfego [PTTs]. A internet brasileira suportou essa demanda adicional, tivemos a boa informação de que o PTT de São Paulo atingiu o primeiro lugar do mundo, passando o PTT de Frankfurt, que era o líder. E estamos nos municiando para continuar atendendo as demandas com a qualidade esperada e esperando que, na verdade, o cenário seja mais promissor daqui para frente”.

Também foram lançadas ontem a TIC Educação 2020 e a TIC Kids Online Brasil 2020, além do Estudo Setorial “Educação e tecnologias digitais: desafios e estratégias para a continuidade da aprendizagem em tempos de covid-19”. Os principais dados foram apresentados no evento online Inclusão digital e desafios pós-pandemia, disponível no Youtube. Todas as pesquisas estão disponíveis no site do Cetic.br.

Novo presidente
O conselheiro Flávio Conceição vai presidir o Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) pelos próximos dois anos. Já os conselheiros Ulices Andrade e Angélica Guimarães ocuparão a Vice-Presidência e Corregedoria Geral, respectivamente. Assim ficou formada a Mesa Diretora da Corte de Contas sergipana após eleição realizada na sessão plenária desta quinta-feira (25). Flávio passou 12 anos afastado do TCE em função da sua prisão na Operação Navalha, em 2007, mas retornou a função no ano passado, por decisão judicial.

Disputado
Eleito por maioria, o conselheiro Flávio Conceição teve cinco votos na eleição para presidente, enquanto a conselheira Susana Azevedo teve os outros dois – os demais membros da Mesa foram eleitos de forma unânime. “A nossa gestão dará continuidade ao excelente trabalho que vem sendo desempenhado por este Tribunal, cumprindo com esmero e disposição as funções constitucional e legal direcionadas às cortes de contas, dentre as quais destaco a função de fiscalização e também a atuação pedagógica junto aos jurisdicionados com a finalidade de assegurar a efetiva e regular gestão dos recursos públicos em benefício da sociedade”, destacou Flávio Conceição.

Disputa
Susana Azevedo entendia que, pelo critério de rodízio, era a sua vez de ocupar a presidência, já que no tempo previsto para que fosse Flávio, ele estava afastado e foi o então conselheiro Clóvis Barbosa de Melo, hoje aposentado, quem assumiu. Foi a primeira vez que houve disputa pela presidência do TCE-SE. Por conta da divergência, Susana pode ser preterida da disputa em 2023.

Carguinhos
Ainda ao ser eleito, o conselheiro Flávio Conceição indicou Luiz Augusto Ribeiro para ocupar a Ouvidoria do TCE e o conselheiro aposentado Carlos Alberto Sobral para conduzir a Escola de Contas (Ecojan). A posse da Mesa Diretora ocorrerá no próximo mês de dezembro, em data a ser confirmada. Já o exercício do mandato terá início no dia 1º de janeiro.

Prestigiado
Presidida pelo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) está realizando desde ontem na capital sergipana sua 81ª Reunião Geral, que será encerrada hoje. Anfitrião do evento, Edvaldo reuniu em torno de si, no primeiro dia da programação, além dos gestores de municípios de médio e grande porte de outros estados, diversos prefeitos sergipanos, como os de Propriá, Nossa Senhora do Socorro, Tobias Barreto, Itabaiana, Lagarto, Pedra Mole, Simão Dias, Canhoba, Macambira, Santo Amaro das Brotas, Malhador, Riachão do Dantas, Estância, Aquidabã, Japaratuba e Pirambu.

Enfermeiros
Em sessão semipresencial nesta quarta-feira (24), o Senado aprovou o projeto que institui o piso salarial nacional do enfermeiro, do técnico e do auxiliar de enfermagem e também da parteira (PL 2.564/2020). De autoria do senador Fabiano Contarato (Rede-ES) e relatado pela senadora Zenaide Maia (Pros-RN), a matéria segue agora para a análise da Câmara dos Deputados.

Conquista
Segundo o senador Rogério Carvalho (PT-SE), que é médico, a aprovação da matéria é uma homenagem a todos os profissionais de enfermagem. Ele definiu a matéria como uma grande conquista, cobrou uma votação rápida na Câmara e pediu que o projeto não seja vetado pelo Executivo.

Como fica
O projeto estabelece piso para os enfermeiros no valor de R$ 4.750, a ser pago nacionalmente, por serviços de saúde públicos e privados, para uma jornada de trabalho de 30 horas semanais. Em relação à remuneração mínima dos demais profissionais, o projeto fixa a seguinte gradação: 70% do piso nacional dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem e 50% do piso nacional dos enfermeiros para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

Contabilidade
Com 1.109 votos, a Chapa 1, representada pela contadora Salete Barreto, foi eleita para conduzir o Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRCSE) no quadriênio 2022-2025. A eleição foi realizada virtualmente entre as 8h da terça-feira, 23, e as 18h desta quarta-feira, 24, de forma ininterrupta. O pleito marca a renovação de 2/3 (dois) terços dos membros do Plenário do CRCSE.

16 pessoas
A chapa vitoriosa é composta por 16 integrantes, entre eles técnicos de contabilidade, contadores, professores, auditores e peritos contábeis, que tomaram posse em janeiro de 2022. As propostas defendidas pelo grupo versam sobre o registro e a fiscalização da profissão; a educação continuada; a gestão responsável e transparente; o fortalecimento das relações institucionais e a valorização da imagem profissional.

Quilombolas
Do advogado Henri Clay Andrade, nas redes sociais: “Perseguição política e racismo institucional em Sergipe. Crédito liberado virou caso de polícia. Superintendência do Incra quer negar crédito para as comunidades quilombolas de Sergipe. Servidores do Incra e lideranças quilombolas foram intimadas pela polícia. Minha irrestrita solidariedade às comunidades quilombolas e aos servidores do Incra. Vai ter resistência”.

Emancipação
Os municípios de Amparo de S. Francisco, Barra dos Coqueiros, Canindé de S. Francisco, Carira, Cumbe, Itabi, Malhada dos Bois, Malhador, Monte Alegre de Sergipe, Pacatuba, Pedrinhas, Pinhão, Poço Redondo, Poço Verde e Tomar do Geru comemoraram ontem 68 anos de Emancipação Política.

Sucessão
Em entrevista ao jornalista André Barros, na Rio FM, o governador Belivaldo Chagas (PSD) voltou a afirmar que só vai discutir nomes do bloco à sua sucessão após o mês de janeiro de 2022. “Eu não acho prudente lançar uma candidatura ainda em dezembro”, disse. Chagas reafirmou que os pré-candidatos do grupo são Laercio Oliveira (PP), Fábio Mitidieri (PSD), Edvaldo Nogueira (PDT) e Ulisses Andrade. O escolhido será o preferido por todo o grupo. Ele entende que nenhuma pesquisa eleitoral divulgada até agora reflete a realidade.

Esvaziada
A maioria dos deputados estaduais de Sergipe está participando em Campo Grande (MS) da 24ª Conferência Nacional da Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais). A sessão de ontem teve quorum muito baixo.

Ciganos
O deputado Iran Barbosa (PT) usou a tribuna, nesta quinta-feira, para falar sobre uma honraria que recebeu. O parlamentar ganhou o Certificado de Reconhecimento Amigo dos Ciganos das mãos do presidente do Instituto Cultural de Desenvolvimento Social e Territorialismo do Povo Cigano do Brasil, Rogério Ribeiro. “É um certificado que me dá muita satisfação em receber e amplia a responsabilidade na perspectiva de responder as demandas da etnia no estado e no Brasil. Quero dizer que nosso mandado está à disposição de todos os povos tradicionais, mas de modo especial do povo cigano”, afirmou.

Mulheres
Ao abrir o Encontro Estadual de Lideranças do Mulher Democratas de Sergipe, a senadora Maria do Carmo Alves (DEM) disse ontem que “O Mulher Democratas está de braços abertos e será um parceiro na formação política para que as suas lideranças femininas possam vir a ter candidaturas de peso e de grande valor para a sociedade”.

Preparadas
Segundo a senadora, todas as mulheres que estão envolvidas na política devem estar cada vez mais preparadas para assumirem seus postos. E, para isso, é preciso que elas cobrem dos partidos uma formação política adequada, porque além do espírito nato de liderança é necessário conhecer temas que são do interesse da coletividade, para que suas posições, propostas e ações possam resultar em benefícios para a sociedade.

Pioneira
Maria do Carmo disse que se sente orgulhosa de estar entre as mulheres pioneiras na política e nos negócios sergipanos. “Assumi as empresas da família quando João (esposo e ex-governador de Sergipe) resolveu entrar para a política. Eu tinha acabado de me formar em Direito, mas abracei esses desafios. Comandei empresas dos ramos de hotelaria, comunicação e construção civil, atuando em três Estados diferentes”, contou.

Com agências

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE