Quinta, 18 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Gás natural canalizado terá redução de preço em Sergipe


Publicado em 01 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O diretor-presidente da Sergás, José Matos (Divulgação)

Durante os meses de fevereiro, março e abril de 2024, a tarifa média do gás natural canalizado terá uma redução de 4,44% no preço sobre a tarifa média vigente. Em reais, o reajuste representa uma redução de R$ 0,1302 por metro cúbico de gás na tarifa média. A redução já foi autorizada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese).
O reajuste acompanha o repasse no preço da molécula praticado pelos supridores, levando em conta a variação no mercado internacional do petróleo bruto (brent) e outras variáveis, a exemplo da cotação do dólar no período.

Planejamento – O reajuste do gás natural canalizado ocorre em periodicidade trimestral, o que proporciona planejamento ao usuário do serviço. Entre todos os combustíveis fósseis, o gás natural canalizado é o único em que o usuário sabe quando ocorrerá o reajuste. Os reajustes trimestrais não implicam aumento na margem da distribuidora sergipana de gás, a Sergipe Gás S/A (Sergas).
“Essa redução do gás torna cada vez mais claras as vantagens da utilização do gás natural sobre outros combustíveis fósseis em todos os segmentos em que a companhia atua”, destacou o diretor-presidente da Sergas, José Matos.
O gás natural canalizado é uma matriz energética versátil, que pode servir tanto como combustível quanto como fonte de energia, apresentando custos competitivos e menor potencial poluente. O gás é também um combustível de transição, que tem ocupado espaço nos polos industriais entre as maiores potências mundiais.

Impacto por segmento – Considerando que cada segmento tem sua tarifa específica, no segmento do Gás Natural Veicular (GNV), o percentual de redução será de 3,95% no preço do combustível. Já no segmento residencial, a redução será de 2,84%; e no segmento industrial a redução média será de 4,45%. Já o segmento comercial terá redução de 3,64% e o de cogeração terá redução de 5,05%.
A Sergas atua como elo de captação para a instalação de indústrias em Sergipe, como reforça o diretor-presidente José Matos. “A companhia vem fortalecendo a cadeia produtiva e colabora para a implantação de grandes empresas. A Sergas é uma das maiores recolhedoras de impostos para o estado e possibilita que órgãos governamentais estaduais prospectem empreendimentos, tendo o gás natural como atrativo”, finaliza.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade