Sábado, 06 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Acusado de agredir jornalistas em Capela pode ser condenado


Avatar

Publicado em 28 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Jornalistas que faziam a cobertura da festa também foram atacados. Foto: Reprodução/TVAtalaia

Milton Alves Júnior

Menos de um mês após jornalistas terem sido atingidos por lamas, pedras, pedaços de madeira e latas de bebidas alcóolicas, o Ministério Público Estadual (MPE/SE) decidiu pedir que o Poder Judiciário sergipano aplique sansões contra um dos agressores identificados através de imagens recebidas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE). O recebimento destes vídeos amadores aconteceu por intermédio do setor de inteligência da Polícia Civil.
No entendimento do órgão estadual de fiscalização, o acusado deve, por exemplo, prestar serviços à comunidade durante um período de dois meses em turno de 4h semanais. Há ainda a possibilidade de que essa prestação de serviços ocorra durante um mês, por 4h semanais, bem como que haja uma doação de sangue ao Hemose.
Apresentada como punição terceira, o MPE compreende que a aplicação de multa no valor de um salário mínimo, também pode servir como ação de repressão ao ato cometido. Caso o Tribunal de Justiça do estado de Sergipe opte por esta medida, a orientação é que a importância seja destinada a uma instituição que deve ser indicada pelo próprio Ministério Público. Se porventura o investigado não apresentar condições financeiras para arcar com o valor à vista, o valor estipulado poderá parcelar em até 4 vezes. Atualmente o salário mínimo é de R$ 1.294.
Apesar de um dos principais participantes do ato ter sido identificado – de forma voluntária pelo próprio suspeito -, a SSP pede que denúncias continuem sendo realizadas.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade