Quarta, 10 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Ceasa vai fechar na véspera de São João


Avatar

Publicado em 20 de junho de 2012
Por Jornal Do Dia


Tem muito milho na Ceasa, mas os vendedores reclamam das vendas FRACAS

Milton Alves Júnior

Ao contrário do que era esperado, número de clientes não cresce e o preço dos principais produtos  utilizados no preparo de comidas típicas no mês de junho continuam em alta na Central de Abastecimento do Estado de Sergipe (Ceasa). Devido à falta de chuva na região Nordeste, o milho, símbolo junino, registrou um aumento de quase dez reais em comparação a junho do ano passado. A mão, que corresponde a 50 unidades, está cotada hoje em R$ 28. Cultivado no Estado do Pernambuco, esse produto chega ao Ceasa ao preço de R$ 25 e, além de Sergipe, também é distribuído para os Estados da Bahia e Alagoas. Caso a baixa procura pelo milho continue, a tendência é que o preço sofra um reajuste.
De acordo com o comerciante João Batista dos Santos, todos os vendedores acreditavam que, com a proximidade dos festejos juninos, os fregueses iriam aparecer e a estimativa de lucro poderia superar as vendas registradas no ano passado. Para Batista, até o momento, 2012 é o ano menos lucrativo dos últimos 10 anos. "Infelizmente a falta de chuva comprometeu toda a produção de milho em Sergipe. Com isso, temos que comprar esse alimento de outro Estado e isso contribui, e muito, para o aumento nos preços cobrados em Aracaju", declarou.
Durante todo o dia de ontem, apenas três caminhões abasteceram a Ceasa com milho verde. Em 2011, segundo os vendedores, eram quatro por turno. "Para não ter prejuízo, o jeito vai ser aumentar o preço, ou torcer para que os clientes voltem a freqüentar o Ceasa", disse.
 
Pechincha – Faltando apenas três dias para a véspera de São João, há também aqueles que preferem adiantar as compras para aproveitar os melhores produtos e  pechinchar. Para a dentista aposentada Aparecida Assis dos Santos, a mesa contendo comidas típicas ficará mais ‘salgada’ esse ano. "Pensando bem, até achei que a falta de chuva iria influenciar no preço, mas não tanto. Tento pechinchar, mas não adianta, eles não vendem meia mão por menos de R$ 15. O jeito é comprar", alegou Aparecida.
Estima-se que a Ceasa deve contar hoje com mais de oito mil espigas de milho. A tendência é que sejam vendidas até a próxima sexta-feira, 22. "O que nos resta é torcer para um preço mais agradável no ano que vem", disse.
O amendoim está sendo vendida por R$ 2 a lata. "De sábado para domingo chegaram algumas carretas com um preço estável do amendoim. Sendo assim, não há porque aumentar esse preço que já é superior ao cobrado desde 2009", disse Josivaldo Pereira, vendedor desse produto há mais de 12 anos.
O coco ralado não registrou nenhum aumento e, em média, é vendido por R$ 2 a unidade. Já 200 ml de leite da mesma fruta, a depender de onde for adquirido, está saindo por R$ 2,50.

Fechado – Por decisão da direção da Ceasa, a feira deste sábado será antecipada para a sexta-feira. Dia 23 estará fechada.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade