Sábado, 13 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Denarc localiza e apreende 50 quilos de drogas em São Cristóvão


Avatar

Publicado em 27 de junho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Diante da situação, foi feita uma abordagem que resultou na localização de um tablete de maconha na embalagem plástica que estava com o suspeito. Os policiais também verificaram que o homem detido é ex-presidiário. Foto: Del.André David/Instagram

Uma diligência de agentes do Departamento de Narcóticos (Denarc), com o apoio da Polícia Militar, realizadas na manhã desta quarta-feira, resultou na apreensão de 50 quilos de maconha e armas de fogo. O material estava escondido em uma residência localizada na zona rural de São Cristóvão e pode estar relacionado a uma outra apreensão de drogas feitas pelo Denarc na última semana e na mesma região.
De acordo com o delegado André David, diretor do Denarc, um suspeito de ser o proprietário das drogas disparou tiros contra as equipes que se aproximaram do local, sendo necessário o acionamento de reforços junto ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). Mesmo com a chegada de equipes especializadas da PM, o suspeito conseguiu escapar do cerco. Ele já foi identificado e o Denarc irá pedir a prisão dele junto ao Poder Judiciário. As investigações seguirão em andamento.
Na tarde do mesmo dia, outra apreensão de 4,2 quilos de maconha foi feita por policiais militares do Batalhão de Radiopatrulha (BPRp), no conjunto Marcos Freire, em Nossa Senhora do Socorro. De acordo com as informações policiais, a equipe fazia ronda pela localidade quando perceberam um homem com uma sacola plástica e que demonstrou nervosismo com a presença dos militares, tentando voltar para casa.
Diante da situação, foi feita uma abordagem que resultou na localização de um tablete de maconha na embalagem plástica que estava com o suspeito. Os policiais também verificaram que o homem detido é ex-presidiário. Ele foi questionado sobre o entorpecente e disse aos policiais que havia outra quantidade em sua casa e que a droga pertencia a um interno do sistema prisional e que ele estava guardando o material, além de informar que ganharia R$ 1 mil pela ação. O material ilícito e o homem preso foram encaminhados à Central de Flagrantes, onde foram adotadas as demais medidas legais cabíveis ao caso.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade