Sexta, 12 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Espanha de jogo entediante e Itália de Balotelli decidem Eurocopa 2012


Avatar

Publicado em 01 de julho de 2012
Por Jornal Do Dia


O ATACANTE BALOTELLI É O GRANDE TRUNFO DA ITÁLIA

Espanha e Itália, as duas melhores seleções da Eurocopa 2012, entram em campo na tarde deste domingo 1º. de julho, para decidirem a competição mais importante do continente europeu. O detalhe é que as duas seleções na se enfrentaram na atual competição e empataram em 1×1, na fase de grupos. O jogo de hoje é o tira-teima e a Espanha com seu futebol de resultado, pode chegar ao bicampeonato inédito.

 Na partida das semifinais da Eurocopa-2012 entre Espanha e Portugal, boa parte do público vaiou em vários momentos do confronto o esquema de jogo da ‘Fúria’, de muita posse de bola, com uma infinidade de passes e poucas oportunidades de gol.
Parte da imprensa europeia pensa como o público presente nas arquibancadas da Donbass Arena de Donetsk, que ficou entediado com a falta de eficácia da Espanha.

"A determinação de Del Bosque de voltar a propor uma equipe sem pontas tem sua explicação na posse de bola e um efeito positivo nos riscos limitados para Casillas", destaca o jornal ‘La Gazzetta dello Sport’.
Mas essas críticas não afetam os jogadores e o técnico da seleção espanhola. "Estamos nos saindo bem com nosso estilo. Não devemos duvidar dele. Temos um jogo estável", considerou o treinador.

Italia – O técnico da Itália, Cesare Prandelli, na coletiva de imprensa em Cracóvia disse que vai se concentrar nos pontos fracos da Espanha, no curto espaço de tempo que ele teve para preparar sua equipe para a final da Eurocopa 2012 neste domingo.
Os italianos venceram a Alemanha por 2 x 1 na quinta-feira e tiveram um dia a menos do que os espanhóis, que derrotaram Portugal na quarta-feira, para se preparar para o confronto no Estádio Olímpico de Kiev.

"Espero ser capaz de preparar da melhor maneira possível para o jogo, mesmo se só tivermos um dia para ficarmos prontos", disse Prandelli em entrevista coletiva nesta sexta-feira.
Dois gols de Mario Balotelli deram à Itália a vitória sobre os alemães em Varsóvia e garantiram-lhes um lugar na final que poucos previam antes do torneio.
Prandelli foi elogiado por moldar um forte espírito de equipe e implantar uma abordagem progressiva no jogo, ao mesmo tempo em que não tinha uma seleção com os grandes nomes que estavam disponíveis aos treinadores italianos anteriores.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade