Sábado, 13 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Hospital de Umbaúba é acusado de negligência


Avatar

Publicado em 14 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Além do caso do churrasqueiro José Nilton, o que também chamou atenção da população foram os relatos amplamente divulgados em rede social sobre a falta de medicamentos para simples atendimentos de pessoas gripadas ou de bebês febris.

Em Umbaúba, distante aproximadamente 100 quilômetros de Aracaju, o churrasqueiro José Nilton de Santana, 51 anos, que passou mal na terça-feira (5), e foi atendido por duas vezes por médicos de plantão no Hospital de Pequeno Porte Dr. José Nailson Moura, morreudepois de ter voltado caminhando para casa, por volta das 3h da manhã, segundo relatos de seu filho Fabrício Santos Santana, 24 anos.
Fabrício, afirma que o seu pai poderia ter sido transferido para o Hospital Regional de Estância para receber um atendimento mais especializado. Fabrício gravou um vídeo denunciando supostas falhas no atendimento nas redes sociais da cidade. Entretanto, tal situação foi negada, através de nota pública,emitida pela Secretária de Saúde e Diretoria do HPP.
Além do caso do churrasqueiro José Nilton, o que também chamou atenção da população foram os relatos amplamente divulgados em rede social sobre a falta de medicamentos para simples atendimentos de pessoas gripadas ou de bebês febris.
Segundo os usuários do hospital até os médicos dos plantões ficam revoltados por não saber o que prescrever para seus pacientes. Também são comuns entre a população relatos oriundos de funcionários da secretaria municipal de saúde em que um verdadeiro caos administrativo esteja instalado na pasta, ou seja, muitos mandam e ninguém faz nada ao mesmo tempo.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade