Domingo, 07 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Luta dos servidores e pressão do ano eleitoral que motivaram recuo, afirma Rogério


Avatar

Publicado em 20 de maio de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Vítimas de uma reforma previdenciária que há dois anos vem retirando, todos os meses, 14% da aposentadoria que recebem, os servidores públicos inativos de Sergipe se mantiveram na luta para reconquistar o que lhes é de direito. Como resultado disso, nesta quinta-feira, dia 19, receberam a notícia de que o confisco mensal será suspenso.
Na última segunda-feira, em entrevista ao Jornal da Manhã, na rádio Jovem Pan Aracaju, o senador e pré-candidato ao governo de Sergipe Rogério Carvalho já havia criticado a ação do governo do Estado contra os servidores públicos sergipanos. Hoje, o parlamentar sergipano comentou sobre a mudança de comportamento em ano eleitoral.
“A luta dos servidores e a pressão do ano eleitoral derrotaram Belivaldo, que foi obrigado a recuar do confisco de 14%. O nosso compromisso segue sendo o de junto com Lula recuperar a dignidade do nosso povo”, disse, ao reafirmar seu apoio à luta e à valorização dos servidores públicos.
Mesmo o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) tendo apontado, em relatório entregue há meses aos deputados estaduais sergipanos, que o confisco não mais se justificaria, uma vez que o fundo previdenciário do estado já estava superavitário, somente agora a suspensão do desconto feito aos aposentados e às aposentadas foi anunciada pelo governador, que enviará projeto de lei à Assembleia Legislativa.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade